Confira os resultados do Ballito Pro: australianas e europeus sobem ao pódio

Macy Callaghan, Molly Picklum, Rio Waida e Gatien Delahaye recebem a premiação da terceira etapa da Challenge Series (foto: WSL / Divulgação)
Macy Callaghan, Molly Picklum, Rio Waida e Gatien Delahaye recebem a premiação da terceira etapa da Challenge Series (foto: WSL / Divulgação)

A terceira etapa da Challenger Series (CS) da World Surf League 2022 (WSL), Ballito Pro, acabou hoje (10/07). A final feminina foi 100% australiana com Molly Picklum e Macy Callaghan em uma disputa apertada. Já no masculino, o polonês Rio Waida disputou o primeiro lugar com o francês Gatien Delahaye.

Final Masculina

Rio Waida é o campeão da etapa de Ballito Pro (foto: WSL / Divulgação)
Rio Waida é o campeão da etapa de Ballito Pro (foto: WSL / Divulgação)

Na final masculina, o favorito Rio Waida ficou com o primeiro lugar.

O polonês surfou 12 ondas e obteve 8.00 e 7.50 como as maiores notas, totalizando 15.50. Sua segunda maior nota foi alcançada logo na primeira nota. Dessa forma, seu adversário, Gatien Delahaye, não teve chances de alcançar o concorrente em suas 10 ondas surfadas. As maiores notas do francês foram 3.93 e 5.57, somando 9.50.

Rio também foi o campeão da última etapa do Challenger Series, realizada em Sidney, na Autrália.

Final Feminina

Molly Picklum é a campeã da etapa de Ballito Pro (foto: WSL / Divulgação)
Molly Picklum é a campeã da etapa de Ballito Pro (foto: WSL / Divulgação)

No feminino, as australianas tiveram um embate equilibrado, com uma virada de Molly Picklum nos últimos minutos.

Em sua sétima onda, Macy Callaghan largou na frente com 12.17 pontos, enquanto Molly Picklum estava com o somatório de 10.50. Depois de três ondas fracas, Picklum marcou 6.57, em sua 11º onda, conseguindo o resultado de 12.40.

Molly Picklum é agora a segunda melhor no ranking da Challenger Series.

Participação brasileira

Infelizmente, o Brasil se despediu cedo demais da competição.

Masculino

Mateus Herdy cai nas quartas de final (foto: WSL / Divulgação)
Mateus Herdy cai nas quartas de final (foto: WSL / Divulgação)

O resultado foi um pouco melhor. Dois representantes brasileiros chegaram às quartas de final e foram eliminados por pouco.

Alejo Muniz foi eliminado por Keanu Asing nos minutos finais. Enquanto o brasileiro estava com 13.10, o havaiano estava com 11.43. Mas em sua penúltima onda ele virou para alcançar 13.40.

Já Mateus Herdy ficou 0.50 pontos atrás do atual campeão, Rio Waida. O brasileiro ficou com 11.33 (6.50 + 4.83) enquanto o polonês terminou a bateria com 11.83 (7.83 + 4.00).

Feminino

Summer Macedo cai nas preliminares (foto: WSL / Divulgação)
Summer Macedo cai nas preliminares (foto: WSL / Divulgação)

Summer Macedo foi desclassificada nas preliminares de 16 competidores (09/07). No dia, ela surfou apenas duas ondas, conseguindo o somatório de 3.30. Enquanto Molly Picklum, a vencedora do torneio, surfou 9 ondas e somou 8.60 (4.33 + 4.27).

Próximos passos

A próxima etapa do Challenger Series será em 30 de julho na Califórnia (EUA), no VANS US Open of Surfing.

No final, os 10 mais bem classificados entre os homens se qualificarão automaticamente para o Championship Tour de 2023. Atualmente, estão neste grupo os brasileiros Miguel Rodrigues (8), Mateus Herdy (10) e Alejo Muniz (11) - no masculino um dos competidores já está no CT. No feminino, as 5 primeiras se classificam, nenhuma dela é brasileira.

Postar um comentário

To Top