Com raízes brasileiras, duplas de patinadores do Canadá e Grã-Bretanha defenderão o país


Para patinar com leveza, é importante sentir-se em casa. E para dois casais de patinadores oriundos de outros países, o Brasil será o lar nos próximos anos. Natalia Pallu-Neves e Jayin Panesar, do Reino Unido, ambos com 18 anos, e Catharina Tibau e Cayden Dawson, do Canadá, com 15 e 16 respectivamente, fizeram valer as raízes familiares brasileiras e vestirão verde e amarelo a partir de agora nas competições da modalidade de dança no gelo da patinação artística.

Filha de brasileiros, Natalia nasceu e morou a vida toda em Londres, na Grã-Bretanha. É pelo Brasil, porém, que ela brilhará a partir de agora, junto com parceiro Jayin, um britânico sem vínculo brasileiro, mas com sede por espalhar a paixão pela patinação para todas partes do mundo.

Por conta da transição entre a federação brasileira e a inglesa de patinação artística, Natalia e Jayin terão de cumprir um ano sem competir. Passado o período, porém, os planos são ambiciosos: a dupla quer se preparar ao máximo para o mundial da modalidade e para os Jogos Olímpicos de Inverno, em 2026.

Catharina nasceu e viveu no Brasil com os pais, ambos brasileiros, até completar 4 anos. Ainda que more no Canadá há mais de uma década, a patinadora visita a terra natal todos os anos para se encontrar com a família. Cayden apesar de canadense, sempre admirou a cultura e a beleza do Brasil e realiza atualmente aulas de português. O casal participará do evento de gala do Campeonato Brasileiro de Patinação Artística 2022, em julho.

Foto: Divulgação
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top