Com emoção! Brasil faz jogo duro contra Japão, vence e vai à semi da Liga das Nações

 

    Julia Bermann ataque por cima do bloqueio japonês. Foto: Divulgação/FIVB

O caminho para a semifinal foi difícil. Em jogo marcado por grandes defesas, rallys e forte aspecto emocional, a Seleção Brasileira superou as japonesas por 3 sets a 1 com parciais de 29-27, 28-26, 20-25 e 25-14 na fase final da Liga das Nações de Vôlei feminino. O triunfo garantiu o Brasil para a semifinal e despachou o Japão, nesta quarta-feira (13), em Ankara, Turquia. A equipe de José Roberto voltará para as quadras no sábado e aguarda definição da próxima adversária em jogo entre Estados Unidos e Sérvia, ainda nesta quarta. 

Brasil ficou atrás em quase todas as parciais e precisou de resiliência para lidar com o intenso volume de jogo. Com muitos erros no primeiro set, precisou ter paciência e calibre nas viradas de bola para definir nos momentos decisivos dos sets. No último, dominou o placar e fechou a parcial. 

Destaques para a maior pontuadora da partida, Gabi com 23 pontos, seguida de Kisy com 20. Júlia Bergmann e Natinha também tiveram papel fundamental na vitória brasileira. Hayashi com 16 pontos e Koga com 14, foram as principais pontuadoras japonesas. 

"Esses jogos com o Japão são sempre muito difíceis, sempre bola a bola. Estou muito orgulhosa do nosso time. Ficamos atrás desde o primeiro set. Mantivemos a energia, respiramos e fomos atrás. Acho que essa é a diferença do nosso time", disse Gabi em entrevista ao final do jogo. 

O jogo

1º Set

Brasil até começou na frente o primeiro set com 6 a 3 e caçou a ponteira Koga no saque na tentativa de anular a principal pontuadora japonesa. Mas erros e desatenção na defesa fizeram o Japão encostar. Foram 14 erros brasileiros no set. Yamada fez 9 a 8 num ponto de bloqueio e sequência de erros brasileiro fez as adversárias decolarem no placar chegando a abrir 21 a 14.

A seleção brasileira correu atrás do placar e com 6 pontos de block se manteve firme no set. A equipe japonesa jogou mais no erro brasileiro e pouco efetivo no ataque. Com bloqueio de Julia Bergmann encostou no placar com 18 a 21 contra. A ponteira fez 2 viradas de bolas importantes e o Brasil encostou no placar em 21 x 20. Carol fechou o primeiro set em 29 a 27.

2º Set

As comandadas de Zé Roberto também tiveram dificuldades para virar bolas no segundo set. As nipônicas com mais eficiência no ataque desta vez, fizeram 12 a 9, no entanto brasil logo correu atrás novamente e com largadinha de Macris empatou em 12 a 12. Kisy marcou o 25º e o 26º pontos brasileiros. Com menos erros e um show de defesas, Brasil fechou em 28 a 26 com erro no contra-ataque de Koga

3º Set

Já no terceiro set, Brasil voltou a sair atrás do marcador e sofreu no side out, além de estar desatento para várias bolas largadas pelas opostas japonesas. Gabi, caçada pelo saque, fez boa diagonal longa e anotou 9 contra 10 para a seleção. O técnico japonês Manabe rodou bastante o time o que obrigou a seleção a se readaptar o tempo inteiro ao jogo adversário. Mayu Hayashi alargou a vantagem nipônica em 16 a 11 e foi fundamental para a vitória japonesa no set. Mesmo com boa passagem no saque de Rosamaria que deixou o Brasil 20 a 20, o Japão fechou em 25 a 20.


4º Set

Brasil atropelou as japonesas e entrou em quadra para definir o jogo. Com mais concentração, amorteceu os ataques adversários e fez bons contra-ataques. A Seleção Brasileira fechou em 25 a 14 com ataque de Julia Kudiess

Brasil: Macris Carneiro, Julia Kudiess, Carol, Gabi, Kisy, Júlia Bergmann e Natinha (líbero). Entraram: Lorenne, Roberta e Rosamaria. Técnico: José Roberto Guimarães.

Japão: Levantadora: Nanami Seki, Kotona Hayashi, S. Koga, A. Inoue, N. Yamada, H. Shimamura, Manami Kojima (líbero). Técnico: Masayoshi Manabe. 

Postar um comentário

To Top