Brasil vence o Canadá e mira na fase final da Liga das Nações


Vitória sem sustos da seleção brasileira na Liga das Nações de Vôlei masculino. Nesta quinta (7), o Brasil bateu o Canadá por 3 sets a 0, com parciais de 25-18, 25-19 e 25-16, na Maruzen Intec Arena, em Osaka, Japão. O próximo desafio será contra a França na sexta (8), às 3h40 (horário de Brasília), e contra os donos da casa, o Japão, no domingo (10), às 7h10 (horário de Brasília).

O triunfo marcou a sétima vitória em dez jogos. Brasil segue praticamente encaminhado para a fase final na quita colocação, com 21 pontos. Estados Unidos, França, Itália e Polônia seguem nas primeiras colocações com 22 pontos cada uma, respectivamente. Apenas uma combinação bem improvável da tabela poderá tirar a classificação brasileira.

Destaque para Leal, maior pontuador da partida com 15 pontos. Darlan anotou 12. Do lado canadense, Hofer fez 13 e Loeppky marcou 15 pontos. 

O jogo

Comparado ao primeiro set do jogo anterior contra os alemães, a seleção começou mais consistente. Brasil manteve bom volume de jogo nos fundamentos, largou e manteve vantagem tranquila ao longo do set. A seleção canadense cometeu 8 erros e não conseguiu segurar a pressão do saque brasileiro. Destaque para as atuações dos centrais Flávio e Isac, este último, reforço do Citanova, fechou a primeira parcial em 25 a 18. 

Canadá começou o segundo set melhor. O ponteiro canadense Loeppky, com 2 aces consecutivos, dificultou a linha de passe brasileira até a metade do set e o adversário abriu 9 a 6. Brasil reagiu com boa passagem de Isac no saque, ultrapassando o Canadá em 13 a 12. A frente do placar, os comandados de Renan Dal Zotto mantiveram a sequência e o central fechou a parcial em 25 a 19.


                                 Bruninho prepara levantamento para o ataque brasileiro.

Com início equilibrado, as duas equipes se alternaram na liderança no início do terceiro e último set. A seleção canadense, com boas passagens na pipe, criaram dificuldades na recepção brasileira. O saque e a atuação dos centrais brasileiros fizeram a diferença para o Brasil ganhar uma folga no marcador. Darlan na diagonal longa abriu 18 a 14. Flávio encerrou o jogo em 25 a 16. 

Destaque para o central Flávio que está isolado na liderança das estatísticas de bloqueio com 25 pontos no fundamento.

Escalação brasileira:

Brasil manteve a mesma escalação do último jogo e iniciou a partida com Bruninho, Leal, Lucarelli, Flávio, Isac, Darlan e Thales (líbero). Entraram Cachopa, Adriano e Henrique Honorato. 

Fotos: Fivb / Divulgação

Postar um comentário

To Top