Brasil inicia disputa do Mundial de Canoagem Slalom


Expectativa a mil em Augsburg na Alemanha, entre os dias 27 a 31 acontece o Mundial de Canoagem Slalom. O Brasil levou seis atletas: Ana Sátila, Omira Estácia, Pedro Gonçalves, Mathieu Desnos, Kauã da Silva e Guilherme Rodrigues, os canoístas estão há alguns dias no local realizando treinos e se preparando para a competição.

Ana Sátila chega no mundial com uma boa bagagem, em junho a atleta participou das etapas da Copa do Mundo de Canoagem Slalom, nas três edições ela garantiu pelo menos uma final com uma embarcação. Em Augsburg ela também disputou um evento aberto realizado pela Federação Internacional de Canoagem que aconteceu no início de junho e ela teve um bom desempenho tanto no C1 quanto no K1 ficando em 6º e 5º lugar respectivamente.

“Estou muito bem, acho que tivemos uma boa temporada neste ano. Treinei bastante, estou há alguns dias em Augsburg e estou satisfeita com os resultados na água, agora é aguardar a competição para dar o meu melhor”, explica Sátila que disputa três provas: C1, K1 e o K1 Extremo. Omira Estácia é a outra atleta mulher da delegação brasileira, ela também competirá nas mesmas três provas que Sátila.

Para Pedro Gonçalves o desafio está enorme, há poucos dias ele positivou com o COVID-19, por isso teve que fazer uma pausa nos seus treinos e ficar isolado. Ele refez um exame nesta terça-feira (26), um antígeno e o resultado deu negativo. O canoísta fará um novo exame oficial pela organização nesta quarta-feira (27) para verificar se está negativado para poder competir. Pepe repete o mesmo desafio que enfrentou há um ano, quando ao embarcar para os Jogos Olímpicos em Tóquio também testou positivo e teve que atrasar em uma semana sua ida ao Japão.

“Estou aqui no quarto isolado, tentando também manter o foco na mente, esses dias sem treinos e toda essa confusão abala um pouco psicologicamente. Estou tentando buscar lidar com a melhor forma possível, isso remente a lembrar o que aconteceu no ano passado. Quero competir e tentar dar o meu melhor”, fala Pepe. Guilherme Rodrigues e Mathieu Desnos também competirão no K1 e K1 Extremo junto com Pedro Gonçalves. No C1 Masculino o nome do Brasil é Kauã da Silva.

Foto: Divulgação

Postar um comentário

To Top