Brasil A e B disputam título do Desafio das Américas de futebol de cegos neste sábado


A Seleção Brasileira de futebol de cegos A, formada por jogadores com rodagem internacional, e a equipe nacional B, com atletas considerados promessas da modalidade, vão disputar neste sábado, 9, o título do Desafio das Américas, competição que tem acontecido nesta semana no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo.

Com o empate entre Colômbia e Argentina nesta sexta, 8, no mesmo local, somente os dois times do Brasil ficaram com condições de levantar o troféu neste sábado, já que o formato de disputa do Desafio das Américas é de todos contra todos. Ou seja, cada equipe jogará quatro vezes. Aquela que somar mais pontos será a campeã.

Com a vitória sobre o Chile por 2 a 0 também na tarde desta sexta, 8, em jogo válido pela penúltima rodada, o Brasil A manteve a liderança da tabela e chegou a nove pontos. Um empate diante da Colômbia, a partir das 9h, já assegura o título. Dependendo dos outros resultados, poderá até perder.

Isso porque o Brasil B, com seis pontos, além de vencer os argentinos, em duelo marcado para as 10h30, precisa tirar um saldo de nove gols de diferença. Argentina, com quatro, Chile, com três, e Colômbia, com um, não têm mais chances matemáticas de título.

"Com uma rodada de antecedência, o Brasil já ficou campeão, independentemente de ser o time A ou B. Colocar uma dobradinha no pódio em uma competição como essa mostra a força do futebol de cegos do país. O time B tem jovens que prometem muito, são o futuro para a nossa geração. Ficamos muito felizes pelos meninos", afirmou o gaúcho Ricardinho, integrante do Brasil A e tetracampeão paralímpico (Pequim 2008, Londres 2021, Rio 2016 e Toquio 2020).

As partidas serão transmitidas ao vivo pela Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV) no seu canal do YouTube.

Após o Desafio das Américas, o Brasil ainda terá mais duas competições neste ano. De 29 de julho a 08 de agosto, a Seleção participará do Grand Prix Mundial, em Puebla, no México. Por fim, entre 20 e 29 de outubro, a equipe encerra o ano na Copa América, em Córdoba, na Argentina. Este torneio valerá vaga para o Mundial da modalidade de 2023, em Birmingham, na Inglaterra.

Foto: Marcello Zambrana/CPB
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024 Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco! Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!
To Top