ATP cancela torneios na China por causa das restrições de Covid-19

O tenista russo Daniil Medvedev (loiro e de pele branca) com a taça do torneio de Xangai, agachado atrás do nome da cidade, em quadra iluminada de branco

A ATP (Associação de Tenistas Profissionais) decidiu nesta quinta (21), cancelar os torneios previstos para acontecer na China, como o Masters 1000 de Xangai, em razão das restrições causadas pela Covid-19. 

O país mais populoso do mundo tem uma política bastante restritiva ainda por causa da pandemia e exige isolamento de pessoas que vêm de fora. A medida fez com que atletas não quisessem participar de torneios por lá, uma vez que já foram realizados dois Grand Slams sem restrições (Roland Garros e Wimbledon).

Com isso, a China não receberá neste ano torneios de grande porte da modalidade, uma vez que a WTA retirou eventos do país devido o desaparecimento da tenista Peng Shuai no começo de 2022. 

No lugar dos eventos no país, a entidade anunciou outras sedes para torneios nas datas já reservadas. 

Fãs fazem petição para Djokovic poder participar do US Open

Cerca de 12 mil pessoas assinaram uma petição para que o sérvio Novak Djokovic possa participar do último Grand Slam do ano. 

Sem estar vacinado contra a Covid-19, o tenista está proibido de participar do torneio com início em 29 de agosto e encerramento no dia 11 de setembro. Para entrar nos EUA, todos os viajantes devem estar vacinados.

Segundo os idealizadores da petição, "não há razão, neste momento atual da pandemia, para barrar Djokovic do U.S Open."  


Postar um comentário

To Top