Mais uma pra conta! Ana Marcela é bronze nos 10km da Maratona Aquática no Mundial de Budapeste

Ao lado de alemã e neerlandesa, Ana Marcela ficou a 1 segundo do ouro (Foto: Divulgação/FINA)

Ana Marcela Cunha conquistou sua segunda medalha no Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste, nesta quarta (29), na Maratona Aquática. Chegando junta a suas adversárias, a brasileira ficou a um segundo do primeiro ouro na prova dos 10km, e com o tempo de 2:02:30.70 garantiu a medalha de bronze.

O ouro, na única prova presente no programa olímpico, ficou com Sharon Van Rowendaal, dos Países Baixos, prata em Tóquio 2020, com 2:02:29.20. A prata foi da alemã Leonie Beck, com o tempo de 2:02:29.70.

A prova foi muito disputada desde o começo e só faltando um quilômetro para o final conseguiu ter um pelotão de doze atletas na liderança. Na reta final, cinco e depois três passaram a brigar pelo ouro.

Ana Marcela chegou a despontar entre elas, mas numa arrancada impressionante, a neerlandesa tomou à frente e se sagrou campeã.

Esta é a 14ª em mundiais da brasileira, quarta na prova dos 10km (uma prata em Barcelona 2013 e três bronzes em Cazã 2015 e Budapeste 2017 e 2022). Amanhã, ela conclui sua jornada na Maratona Aquática no Mundial na prova dos 25km, onde busca o pentacampeonato.

Outra brasileira na prova, Viviane Jungblut fechou na 16ª colocação com o tempo de 2:03:04.90.

Prova masculina

Na disputa de 10km entre os homens, o melhor colocado entre os brasileiros foi Bruce Hanson Almeida, fechando em 25º com o tempo de 1:56:09. Guilherme Costa, bronze nos 400m nas piscinas, também esteve na prova mas acabou abandonando após a quarta de seis voltas.

O ouro e a prata foram para o italianos Gregorio Paltrinieri, com 1:50:56.80, e Domenico Acerenza, com 1:50:58.20. O bronze ficou com Florian Wellbrock, da Alemanha, com 1:51:11.20.


Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024 Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco! Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!
To Top