Eileen Gu será embaixadora da candidatura de Salt Lake City para os Jogos de Inverno 2030


A campeã olímpica de ski freestyle, Eileen Gu, anunciou nesta terça-feira (07), no evento Time 100 Summit, que será embaixadora de Salt Lake City, Utah (EUA), na campanha da cidade para sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2030 ou 2034. A decisão da jovem estrela de 18 anos, que conquistou dois ouros e uma prata em Beijing 2022, é polêmica por questões envolvendo sua cidadania em meio a tensões geopolíticas entre as duas maiores potências econômicas do mundo. 


Nascida nos Estados Unidos e filha de mãe chinesa, a atleta decidiu, em 2019, competir pelo país asiático nos últimos Jogos. No entanto, como a legislação de Pequim não permite dupla cidadania, criou-se um debate sobre sua nacionalidade. 


Após anunciar sua função de embaixadora, Gu se tornou um dos principais assuntos das redes sociais chinesas. Majoritariamente positivas, as reações exaltavam a posição de destaque de uma atleta chinesa nos EUA. No entanto, os comentários negativos questionavam a lealdade da campeã olímpica. 


Se, por um lado, a atleta não esclarece se abdicou ou não da cidadania estadunidense, por outro busca exaltar seu "bonito exemplo de globalização" e sua posição de incentivadora do ski entre jovens meninas: "Meu maior objetivo sempre foi deixar um legado positivo e tornar o mundo um lugar um pouco melhor daquele que eu encontrei", disse Gu.


É esperado que o Comitê Olímpico Internacional divulgue a cidade sede dos Jogos de 2030 em reuniões que ocorrerão em maio de 2023, em Mumbai, Índia. No páreo, estão Vancouver (CAN) e Sapporo (JPN).


Foto: Reuters.

Postar um comentário

To Top