Cuba impede boxeador Andy Cruz de fugir do país pelo mar


A Federação Cubana de Boxe afirmou na quarta-feira (29) que o boxeador Andy Cruz foi detido em uma tentativa de escapar do país pelo mar.

Semana passada, diversos sites dos EUA anunciaram que o campeão olímpico já havia escapado da ilha e se encontrava em um terceiro país para chegar aos Estados Unidos.

Entretanto, Cuba negou que ele já tivesse fugido do país, mas confirmou que conseguiu impedir Cruz de escapar da ilha caribenha via mar.

De acordo com a federação, a ação do campeão olímpico em Tóquio 2020 nos pesos ligeiros (63kg) personifica uma “grave indisciplina face aos regulamentos” do boxe do país, pelo que a atitude do atleta de 26 anos será “analisada” e sujeita à disciplina das autoridades.

Cruz, considerado por especialistas como o melhor boxeador cubano da atualidade, incorre em suspensão — temporária ou definitiva — da seleção de boxe, segundo o regulamento da modalidade estrela do esporte cubano, com um total 80 títulos mundiais e 41 olímpicos.

A federação ainda menciona que o atleta não participou dos treinos do campeonato nacional, nem se deslocou ao evento, tendo revelado “evidente desmotivação”, fato que o afastou inclusivamente da estreia da seleção em circuitos profissionais, que aconteceu em Aguascalientes, México.

Foto: EFE/Jose Mendez
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top