Brasil é arrasador e conquista 13 pódios no quarto dia do Mundial de Natação paralímpica


 


O Brasil  foi presença constante no pódio neste quarto dia de disputas do mundial de natação paralímpica na Ilha da Madeira (POR). Nesta quarta-feira (15) foram 13 medalhas, quatro de ouro, duas de prata e sete de bronze.


Maria Carolina Santiago foi o grande destaque do Brasil, conquistando dois ouros - um nos 100m peito S12 e outro no revezamento 4x100 medley 49 pontos, ao lado de Guilherme Batista, José Perdigão e Luciene Sousa. Carol Santiago agora tem quatro medalhas neste mundial. Os outros ouros do Brasil no dia foram de Gabriel Araújo nos 200m livre (S2) e Mariana Gesteira nos 100m livre (S9)


O ouro do revezamento 4x100m medley misto 49 pontos e foi a mais eletrizante. O Brasil estava em segundo lugar nos últimos 100 metros, e Lucilene Sousa concluiu os 400m de prova em 4min33s30, apenas 22 centésimos à frente da segunda colocada, a Espanha, numa virada nos últimos metros.


"Foi muito emocionante, porque nos últimos 15 metros dava para sentir a braçada do espanhol, e eu pensando: ‘Meu Deus, ele está perto de mim, e agora?’. Mas foi muito emocionante, a perna queimou de tanta força que imprimi, mas a vitória foi recompensadora", comentou Lucilene, que desbancou o espanhol José Ramon Cantero, da classe S11.


As pratas do Brasil do dia foram conquistadas por Laila Suzigan nos 400m metros (S6) e Samuel Oliveira nos 200m medley (SM5) - ele inclusive teve a companhia do primo Tiago Oliveira que foi bronze na mesma prova.


Os bronzes restantes do Brasil foram de José Ronaldo nos 200m livre (S1), Talisson Glock nos 400m livre (S6), Gabriel Cristiano e Cecília Araújo nos 100m livre (S8), Maiara Barreto nos 50m costas (S3) e o revezamento 4x100m livre (S14), formado por Gabriel Bandeira, João Pedro Brutos, Debora Carneiro e Ana Karolina Soares.


Ao todo, já são 36 pódios, sendo 11 de ouro, oito de prata e 17 bronzes. No quadro geral de medalhas, a Itália tem um a mais, e lidera a classificação do Mundial por ter 16 ouros, 11 pratas e 10 bronzes. A segunda colocação está com os Estados Unidos, com 14 ouros, três pratas e três bronzes. A Grã-Bretanha está em quarto, e chegou a este quarto dia de evento com três ouros a mais do que o Brasil, mas terminou a quarta-feira com 10 ouros, seis pratas e cinco bronzes. As competições duram até o sábado (18).


Foto: Ale Cabral/CPB

Postar um comentário

To Top