Após seis anos, Rio de Janeiro voltará a receber um torneio profissional de tênis feminino


Após uma lacuna de seis anos, o Rio de Janeiro voltará a sediar um torneio feminino profissional com a confirmação da realização do IPG Open Feminino 2022 – ITF W25, entre os dias 1 a 7 de agosto, no Paissandu Atlético Clube, no Leblon.

O último torneio feminino profissional disputado no Rio de Janeiro foi em 2016, o Rio Open, um WTA 250.

O IPG Open Feminino terá chaves de simples e duplas e distribuirá uma premiação de US$ 25 mil, além de pontos no ranking mundial da WTA (Associação das Tenistas Profissionais).

“Estamos muito felizes em realizar o IPG Open Feminino no Rio de Janeiro e também proporcionarmos às meninas a chance de jogarem em casa. Nosso primeiro torneio, o IPG Open Masculino – ITF M25, em Campos do Jordão, no mês de fevereiro, gerou oportunidades aos jogadores, como o primeiro ponto do carioca Gabriel Sidney no ranking da ATP e o campeão, o paulista Mateus Alves, subiu mais de cem posições no ranking. Além do que, 75% dos pontos do torneio foram distribuídos entre os brasileiros”, destaca Mauro Menezes, ex-tenista profissional e promotor do evento ao lado de Douglas Santana. Os dois, inclusive, estão à frente do Instituto Próxima Geração, projeto que leva o tênis a mais de 120 crianças.

O IPG Open tem como principal objetivo promover o fomento do tênis nacional, dando oportunidade aos tenistas brasileiros de jogarem em casa e obter pontos importantes no ranking mundial, principalmente na fase da transição entre o juvenil e o profissional.

“Para nós do IPG é fundamental gerarmos oportunidades aos tenistas, principalmente aos que estão iniciando a carreira e buscando sua evolução no circuito. Foi assim no torneio masculino em Campos do Jordão e será assim com as meninas no Rio de Janeiro, que voltará a receber um torneio profissional”, afirma Santana.

Foto: Divulgação/Paissandu A.C

Postar um comentário

To Top