2º Torneio Adulto – 95 anos CBE movimentou a Esgrima do Brasil neste fim de semana

Reprodução: https://cbesgrima.org.br/
 


O 2º Torneio Adulto – 95 anos CBE movimentou o Rio de Janeiro com muita esgrima. Entre os dias 23 e 26 de junho, a competição entregou muita emoção nas disputas divididas em competição por equipes e em competições individuais. A Escola Naval do Rio de Janeiro foi a casa da esgrima durante os últimos quatro dias.

  

Competições Individuais


No Florete masculino, o medalhista de bronze por equipes do Pan, Henrique Marques (Esporte Clube Pinheiros-SP), enfim saiu com o ouro, após ter batido na trave nas suas duas últimas participações nacionais (ele levou a prata na Copa Porto Alegre 250 anos e no 1º Torneio Adulto – 95 anos CBE, realizado em Contagem-MG). No jogo que definiu o ouro para Henrique, a disputa foi diante do colega de Pinheiros, Lorenzo Mion. Marques se deu melhor e venceu por 15 a 7, saindo com o título no Rio de Janeiro.

 

No Florete feminino foi Bia Bulcão quem saiu como campeã. Ela fez uma campanha incontestável e saiu da competição com um título invicto. Atleta do Pinheiros, havia perdido a hegemonia nacional na última edição do Torneio Nacional, quando acabou desbancada por Mariana Pistoia (Grêmio Náutico União) em Contagem-MG. Quis o destino que as duas se encontrassem na final novamente. Só que, desta vez, o término foi distinto, pois Bia triunfou por 15 a 10.

 

Na disputa de espada masculino, o campeão Athos Schwantes (Academia Mestre Kato-PR) se emocionou demais com o título conquistado. Athos brilhou na categoria mais cheia do torneio (73 atletas inscritos) e ficou com o ouro após decisão contra o colega de equipe, Leopoldo Gubert.

 

Na espada feminina, Amanda Simeão não poderia estar mais feliz. A espadista foi a primeira a subir no lugar mais alto do pódio no Rio de Janeiro e desempenhando uma esgrima de alto nível. A grande decisão foi a mesma da última final da primeira edição do Torneio Adulto – 95 anos CBE em Contagem-MG, Amanda Netto Simeão e Victória Vizeu (Club Athletico Paulistano-SP). E o novo capítulo desse encontro de gerações (Amanda tem 28 e Victória, 18 anos) terminou da mesma forma: triunfo da atleta do Clube Curitibano e mais um título nacional para ela.

 

No sabre feminino, outra medalhista no Pan (bronze no sabre feminino por equipes) que saiu do Rio de Janeiro como campeã foi Pietra Chierighini. Pela primeira vez na carreira, a esgrimista do Club Athletico Paulistano levou um ouro nacional no adulto, depois de ficar no “quase” várias vezes. A grande decisão foi contra a parceira de clube e da Seleção que levou o bronze no Pan, Karina Trois. O embate foi disputado e Pietra fez excelente exibição para bater a oponente por 15 a 11 e ficar com o título.

 

No sabre masculino, quem também fez uma competição brilhante foi Fabio Salles. O esgrimista do Paulistano passou por quase todos os componentes da Seleção Brasileira para ficar com o ouro do evento. Na grande final, Salles encarou um colega de equipe, Henrique Garrigós. O duelo foi parelho, mas Fabio foi muito bem e conseguiu mais uma vitória para ficar com o campeonato: 15 a 12 diante do parceiro de Paulistano.

 

 

Competições por equipes

  

Na competição por equipes, o sabre masculino teve uma final de tirar o fôlego. Protagonizada pelos times paulistas, Esporte Clube Pinheiros (Enrico Pezzi, Gabriel Vasques, Bruno Pekelman e Erico Patto) e Club Athletico Paulistano (Murilo Garrigós, Fabio Salles, Henrique Garrigós e Fernando Fachini), o embate foi decidido apenas no último toque, quando os representantes do Pinheiros venceram o pleito por 45 a 44.

 

No sabre feminino, foi a vez do Club Athletico Paulistano sair campeão. Formado por Luiza Lee, Karina Trois e Florencia Garcia, o time encarou o Esporte Clube Pinheiros (Luana Pekelman, Andrea Vianna, Isabela Carvalho e Isabela Chen) na decisão e triunfou por 45 a 37.

 

A disputa por equipes na espada feminina também teve uma grande decisão, mas menos parelha do que a do sabre masculino. Nela, o Paulistano – representado por Renata Zettermann, Victória Vizeu e Laura Correia – conseguiu o título da arma ao passar pelo time da Academia Mestre Kato (Lorana Schwantes, Tabea Alves, Fernanda Camargo e Fabiana Teixeira) por 45 a 34.


Na espada masculino, o Esporte Clube Pinheiros percorreu um longo percurso para ficar com o título. Representado por Nicolas Ferreira, Mauricio Pellegrino, Gabriel Julio e Richard Grunhauser, o time fez a final contra os paranaenses do Academia Mestre Kato-PR, representada pela equipe nº1 com Leopoldo Gubert, Fabrizio Lazzarotto, Francisco Pereira e Athos Schwantes, que também não foram páreos para o Pinheiros. Triunfo por 45 a 39.


No florete masculino, a disputa foi decidida no último segundo e definida em um toque. Protagonizada pelo Paulistano (Giovanni De Nigris, Ricardo Pacheco, Guilherme Murray e Rafael Tomino) e pelo Pinheiros (Lorenzo Mion, Heitor Shimbo e Paulo Morais), a equipe do Paulistano voltou se dar bem e saiu com o campeonato por apertados 45 a 44.

 

No florete feminino, as gaúchas do Grêmio Náutico União-RS foram precisas para alcançarem o título nacional. Formada por Talia Calazans, Mariana Pistoia e Daphne Becker, a equipe fez a final contra os paulistas do Esporte Clube Pinheiros (Gabriella Vianna, Bia Bulcão e Stella Frias), em que o conjunto do Rio Grande do Sul levou a melhor: 45 a 37.

 

As próximas competições organizadas pela Confederação Brasileira de Esgrima acontecerão em Porto Alegre-RS, onde serão realizados o Torneio Internacional Infantil Mário Queiroz e o 2º Torneio Pré-Cadete – 95 anos CBE a partir de 7 de julho.


Código adsense convertido aqui

3 Comentários

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top