Vitória Rosa brilha e leva o ouro nos 100 m do Ibero-Americano de Atletismo


O Brasil conquistou quatro medalhas (uma de ouro, duas de prata e uma de bronze) no primeiro dia de disputas do Campeonato Ibero-Americano de Atletismo, que começou nesta sexta-feira (20/5), no Estádio Olímpico Camilo Cano, em La Nucia, província de Alicante, Espanha.

O grande destaque na abertura entre os brasileiros foi a carioca Vitória Rosa (Pinheiros-SP), que venceu os 100 m, com 11.22 (0.2) numa atuação muito segura, depois de ter ganhado também a semifinal com 11.15 (1.7), ratificando o índice para o Campeonato Mundial do Oregon, nos Estados Unidos, que será disputado de 15 a 24 de julho.

Vitória tem sido uma atleta muito constante este ano. Treinada por Katsuhico Nakaya, ela venceu o GP Brasil Loterias Caixa, dia 1 de maio, e o Torneiro Internacional de São Paulo, no dia 27 de abril, tanto nos 100 m como nos 200 m.

Vitória, de 26 anos, ainda disputa os 200 m no domingo (22/5) e está inscrita também no revezamento 4x100 m deste sábado (21/5). Ana Cláudia Lemos (SRM-SC) terminou a prova em sétimo lugar, com 11.57. A portuguesa Lorene Bazolo levou a prata, com 11.36, seguida da espanhola Maria Isabel Perez, com 11.48.

Nos 100 m masculino, Felipe Bardi dos Santos (SESI-SP) conquistou a medalha de prata, com 10.26 (0.1), numa prova de recuperação. O cubano surpreendeu e venceu com 10.15. O argentino Franco Florio levou a medalha de bronze, com 10.31, seguido de Erik Cardoso (SESI-SP), com 10.32.

A outra medalha de prata foi conquistada por Juliana de Menis Campos (ACA-SC), no salto com vara, com a marca de 4,30 m, mesmo resultado da espanhola Monica Clemente, ganhadora do ouro, nos critérios de desempate. Isabel Demarco de Quadros (AABLU-SC) ficou em quarto lugar, com 4,10 m, atrás da espanhola Malen Ruiz de Azua, bronze, com 4,25 m.

Já Jucilene Sales de Lima (IEMA-SP) conquistou medalha de bronze no lançamento do dardo, com 57,86 m. A equatoriana Juleysi Anahi Ângulo ficou com o ouro, com 60,91 m, recorde nacional, seguida da colombiana Flor Denis Ruiz, com 60,52 m.

Nas semifinais, dos 400 m com barreiras no feminino, Liliane Cristina Barbosa (UCA-SC) e Chayenne Pereira (Pinheiros-SP) passaram para a final deste sábado (21/5), terminando em terceiro lugar, com 57.46 e 57.62, respectivamente. A final está marcada para 13:30 de Brasília.

Na prova masculina, Márcio Teles (Orcampi-SP) ficou em terceiro lugar na sua série, com 51.56, enquanto Mahau Suguimati (SPFC-SP) terminou na quarta colocação, com 52.16. Os dois passaram para a final deste sábado, às 13:15.

Nos 400 m, Tiffani Marinho (Orcampi-SP) e Tabata Vitorino (AA Maringá-PR) também garantiram vaga na final de sábado. Tiffani ficou em quarto lugar na primeira semifinal, com 52.26, e Tabata terminou em terceiro na segunda, com 53.48, as duas com os melhores resultados da temporada.

Nos 400 m masculino, Vitor Hugo de Miranda (Orcampi-SP) também passou para a final deste sábado ao terminar em terceiro lugar na primeira série semifinal, com 46.72.

Jaqueline Beatriz Weber (AMO-RS), nos 800 m feminino (2:05.42) e Guilherme Kurtz (UCA-SC), no masculino (1:48:28) também se classificaram para as finais de domingo (22/5), a partir das 14 horas.

No heptatlo, Raiane Vasconcelos (Pinheiros-SP) sofreu câimbras na pista sintética de aquecimento da competição e depois de sentir problemas na estreia foi avaliada pelo departamento médico da CBAt e ficou fora da competição.

Foto: RFEA/Miguelez Team


Postar um comentário

To Top