Luisa Stefani prepara volta às quadras e revela sonhos: Vencer grand slam e ser número 1 do mundo

Luisa Stefani, tênis,


Após oito meses parada por conta de uma lesão no joelho, Luisa Stefani está de volta às quadras. E ela tem um objetivo bem claro: Tornar-se a número 1 do mundo nas duplas. A medalhista de bronze ao lado de Laura Pigossi em Tóquio revelou em entrevista ao podcast 'Rumo ao pódio" do globesporte.com seus próximos planos para sua volta ao tênis, como ganhar um grand slam, mais uma outra medalha olímpica e se tornar a número 1 do mundo


"É um sonho que eu tenho bem claro. Mas em questão pessoal: Eu quero ganhar um Grand Slam, eu quero virar número um do mundo de duplas, eu quero voltar a jogar simples. Quero me classificar para a Olimpíada de Paris em simples, em duplas e duplas mistas. Sonhar pode."


Luisa, que rompeu os ligamentos do joelho durante a semifinal do US Open, revelou que voltou aos treinamentos sem restrições na quadra nessa semana e tem previsão de estar entre agosto e setembro competindo no circuito, mas ela evita se cobrar para estar pronta logo: 


"É difícil de colocar ainda qual torneio ou uma data concreta nessa fase que eu estou. Estou entrando na fase de começar a treinar normalmente. Obviamente, vai demorar um tempinho para eu manter esse nível, pegar ritmo, começar a jogar, Tenho que melhorar de cardio, melhorar a ação, a confiança, me sentir bem, porque eu não vou voltar sem estar 100%. A gente não vai voltar só para marcar presença no torneio. Se estiver bem, vou voltar. Tem que voltar quando estiver 100% para poder marcar território nos torneios. Então eu acho que mais ou menos em julho eu já vou ter uma ideia melhor de quando eu vou poder competir."


Ao ser questionada sobre qual será a sua nova parceira nas duplas, Stefani disse que ainda é cedo para avaliar e terá que ver que tenista estará disposta a jogar com ela. E ela disse que jogar em torneios de simples está no planejamento da jogadora: "Eu quero voltar a jogar simples também. Acho que tem muitas variáveis, agora é hora de entrar nessa parte, de começar a sondar, e ver quem vai estar disponível. Eu acho que tem algumas opções, mas agora precisa esperar concretizar o calendário. Mas estou animada para descobrir com quem vou jogar."


Por fim, Luisa Stefani demonstrou felicidade por ver o tênis feminino crescendo no Brasil: "Cada vez mais a gente vê as meninas indo bem. E eu estando mais próxima do Brasil também é um sonho conseguir alavancar, levar para frente, empolgar mais as meninas a crescer, levar mais para a elite e eu acho que a gente está conseguindo. Pretendo levar isso ainda mais longe. É um sonho que eu tenho bem claro. "


Foto: Gáspar Nóbrega/COB

Postar um comentário

To Top