Brasil conquista bronze inédito no Mundial de tênis em cadeira de rodas na categoria quad


O Brasil conquistou um histórico resultado na Copa do Mundo de Tênis em Cadeira de Rodas. Na sexta-feira (6), em Portugal, a equipe conquistou a terceira colocação na categoria Quad ao superar os Estados Unidos nos dois jogos de simples. É a primeira vez que o país termina o mundial nesta colocação na categoria.

Para chegar à vitória, foram necessárias duas grandes atuações contra atletas melhores ranqueados na classificação mundial. Primeiro, o paulista Leandro Pena (15º) bateu o norte-americano Bryan Barten (9º) por 2 sets a 1: 5/7, 6/0 e 6/1, em 2h21min.

Depois foi a vez de Ymanitu Silva (8º) vencer mais uma vez na competição David Wagner (4º). Desta vez, a vitória foi por 6/4 e 7/6 (6), em 1h52min. Na fase de classificação, o Time Brasil BRB já havia vencido os Estados Unidos com três vitórias.

"Foi uma grande semana que tivemos. É o segundo Mundial que competimos com a mesma equipe. No ano passado, ganhamos experiência, mas batemos na trave. Dessa vez, viemos para vencer e conseguimos uma fase de grupos perfeita. Apesar do tropeço na semifinal, viemos com tudo para o bronze e felizmente deu certo o nosso trabalho", comemorou Vinicius Cyrillo, capitão da equipe Quad.

"Isso é fruto de muito trabalho e muita dedicação. É um resultado muito importante para o tênis em cadeira de rodas. No tênis, mesmo quando perdemos, temos que aprender com as derrotas para se desenvolver ainda mais. Depois de muitos anos de esforço, está aí o resultado. É um prazer colocar o tênis em cadeira de rodas do Brasil no top 3 do mundo", vibrou Ymanitu Silva, catarinense que é o 8º melhor do mundo na categoria.

"Muita emoção. É apenas meu segundo mundial e conseguimos esse resultado tão bom. Tive boas vitórias aqui e isso é muito importante para o meu desenvolvimento individual e também para o crescimento da nossa equipe", frisou o paulista Leandro Pena. "Em 2000, quando comecei, eu nunca imaginei que pudesse presenciar um crescimento tão grande da nossa modalidade. Realmente, é algo que emociona e fico muito feliz de poder fazer parte de tudo isso", completou Augusto Fernandes.

Foto: Lucas Balduino/CBT

Postar um comentário

To Top