Atletas tentam reverter venda do naming rights de arena de Paris 2024


Uma petição foi criada para tentar reverter a decisão de nomear uma instalação olímpica de Paris 2024, com o nome da famosa marca alemã de artigos esportivos Adidas.

Inicialmente, a arena levaria o nome da ativista esportiva Alice Milliat, porém após anuncio na quinta-feira (12), a futura Arena Porte de La Chapelle agregou o nome da famosa marca alemã.

Segundo o jornal Le Monde, a empresa pagará pelo naming rights o valor de US$ 2,9 milhões de dólares (mais de R$ 414 milhões de reais).

Inicialmente a ideia, que inclusive foi aprovada pelo Conselho de Paris, era de nomear a arena em homenagem a Milliat, reconhecida em seu envolvimento na organização dos Jogos Mundiais Femininos em Paris 1922.

Nicolas Bonnet-Ouladj, presidente do grupo comunista e cristão e membro do Conselho de Paris, foi quem liderou a campanha para o local recebesse o nome da ativista.

Ele é um dos signatários de uma petição criada em resposta ao acordo feito para venda do naming rights da arena.

“Por falta de vontade política, ainda há um longo caminho a percorrer para igualdade entre mulheres e homens em nossa sociedade, mas também no esporte”, diz a petição.

“Os Jogos Olímpicos que sediaremos em Paris 2024 são uma oportunidade única de destacar as mulheres neste ambiente tão masculino”.

“Por esta razão, como propusemos várias vezes ao prefeito de Paris e votamos por unanimidade em julho de 2020, gostaríamos que a arena olímpica localizada na Porte La Chapelle se chamasse Alice Milliat”.

“No entanto, ficamos sabendo que está arena será vítima da prática de naming rights”.

“Em vez de levar o nome de Alice Milliat eventualmente será chamado de Adidas – La Chapelle District”.

“Vamos dar sentido a estes Jogos Olímpicos. Não vamos deixar as multinacionais monopolizem os nomes de nossos equipamentos esportivos. Como disse André Devron, que lutou até morte pelo reconhecimento desta grande mulher: Alice Milliat merece amplamente ser reconhecida como figura do feminismo do século XX”.

A Arena Porte de La Chapelle está programada para ser sede dos eventos olímpicos e paralímpicos do badminton e taekwondo em Paris 2024.

Após as Olimpíadas a instalação será casa do time de basquete Paris Basketball.

O local deverá custar U$102 milhões de dólares (R$510 milhões de reais).

Foto: Divulgação

Postar um comentário

To Top