Troféu Brasil de Natação começa nesta segunda no Maria Lenk

Atletas saem do bloco de largada na piscina do Maria Lenk

Nesta segunda-feira (4), começa mais uma edição do Troféu Brasil de Natação. A principal competição nacional do ano na modalidade irá reunir os principais nadadores brasileiros e vai definir as equipes do país em quatro competições internacionais, com destaque para o Mundial de Esportes Aquáticos Budapeste 2022.

No total, 364 atletas de 48 clubes vão participar da competição que será realizada no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro (veja o balizamento das eliminatórias aqui). Na lista estão nomes de peso como Fernando Scheffer, bronze nos 200m em Tóquio 2020, e Ana Marcela Cunha, campeã olímpica nas águias abertas e que vai disputar as provas de fundo na piscina.

quadro com duas fotos lado a lado. À esquerda, Fernando Scheffer posa com sua medalha de bronze. Ele veste o uniforme verde limão do Time Brasil e uma máscara cirúrgica branca. No lado direito, Ana Marcela, com o mesmo uniforme, segurando seu ouro de Tóquio 2020
Fernando Scheffer e Ana Marcela Cunha - Fotos: Satiro Sodré/SSPress/CBDA
Para o Mundial de Budapeste, já estão classificados os finalistas olímpicos de Tóquio 2020: Bruno Fratus nos 50m livre, Fernando Scheffer nos 200m livre, Leonardo de Deus nos 200m borboleta, Guilherme Costa (o Cachorrão) nos 800m livre, além dos revezamentos 4x100m e 4x200m livre masculino.

Guilherme Costa nada entre duas raias azuis. A lateral do seu rosto está para fora da água. Ele usa uma touca branca e óculos com lente azulada
Guilherme Costa nos Jogos Olímpicos de Tóquio - Foto: Satiro Sodré/SPPress/CBDA
Nas provas individuais, serão convocados para o Mundial os dois primeiros colocados de cada prova, desde que estes tenham feito o índice "A" da Federação Internacional de Natação (FINA). A exceção é para as provas de 50m estilos (costas, peito e borboleta), onde os atletas terão que fazer um tempo equivalente ao sexto lugar do Mundial de 2019. 

Para os revezamentos em que o Brasil já está garantido, serão convocados os quatro primeiros colocados dos 100m e 200m livre masculino (Scheffer já tem uma vaga no 4x200m livre). Para o 4x100m medley masculino, o Brasil irá competir caso os campeões das quatro provas de 100m tenham feito tempos que na soma (subtraindo 1.5 segundos para compensar as saídas lançadas) dê menos do que 3:34.02 (8º lugar do Mundial de 2019).

Stephanie Balduccini, na borda da piscina, é cumprimentada pelas outras brasileiras do revezamento, ao lado do bloco de partida, após a prova
Revezamento 4x100m livre feminino do Brasil em Tóquio 2020 - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA
Os revezamentos femininos e o medley misto também irão se classificar de acordo com os tempos das primeiras colocadas das provas individuais. A meta para estes revezamentos será o tempo da 9ª colocação no último Campeonato Mundial.

Além do Mundial de Budapeste, o Troféu Brasil também vai ser usado para definir a equipe brasileira em outras competições como a Universíade, que será em junho na China, e os Jogos Sul-Americanos que vão acontecer no Paraguai no segundo semestre de 2022.

O outro evento que definirá os convocados no Troféu Brasil é o Mundial Júnior de Natação. A competição seria realizada em Kazan, em agosto, mas foi retirado da cidade, devido à invasão russa na Ucrânia. De acordo com o Blog do Coach Alex Pussieldi, Lima deve ser anunciada pela FINA como sede da competição em breve. 

O Troféu Brasil começa na segunda-feira e termina no sábado (9). As eliminatórias começam às 9h30 e as finais às 18h30 pelo horário de Brasília. Todas as etapas serão transmitidas pelo Canal Olímpico do Brasil. Já o SporTV mostra as finais da competição. 

Foto de capa: Satiro Sodré/SSPress/CBDA 

Postar um comentário

To Top