Stephanie Balduccini e Henrique Fernandes serão os porta-bandeiras do Brasil em Rosário 2022

Henrique e Stephanie seguram uma bandeira do Brasil. Ele é um rapaz negro, com cabelo ligeiramente espetado, ela é uma garota branca com cabelo ruivo. Ambos vestem uma camisa amarela do COB
Foto: William Lucas/COB
A nadadora Stephanie Balduccini e Henrique Fernandes, do taekwondo, foram anunciados como porta-bandeiras do Brasil na Cerimônia de Abertura dos Jogos Sul-americanos da Juventude Rosário 2022, que terá início na próxima quinta-feira, dia 28. O presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley, deu a notícia aos atletas nesta segunda-feira (25), durante evento de concentração, no Centro de Treinamento do COB, no Rio de Janeiro. Em Rosário, o Brasil contará com 230 atletas de até 18 anos em 26 modalidades.  

Stephanie Balduccini é um dos principais nomes da nova geração da natação do país. Ela foi a caçula da equipe brasileira da modalidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio e alguns meses depois brilhou no Pan Jr. de Cali ao conquistar sete medalhas de ouro. Stephanie já deixou de ser promessa e hoje é uma realidade. Há algumas semanas, no Troféu Brasil, ela garantiu índice nos 200m livre para o Mundial Adulto de Budapeste, onde também, integrará os revezamentos 4x100m e 4x200m livres.  

“Estou muito feliz e até chocada de saber que fui escolhida para ser porta-bandeira na Cerimônia de Abertura de Rosário 2022. Vai ser um prazer representar meu país e a natação brasileira levando a nossa bandeira. É um reconhecimento pelo que já conquistei no esporte. Lá no Pan Jr. de Cali, o Time Brasil fez a festa com os resultados e eu fiquei super contente. Eu estou vindo de uma semana de treinamentos difícil, pois classifiquei para o Mundial, mas vou dar meu máximo. Serão 13 provas, acho que será algo em torno de 21 quedas na água, vai ser cansativo, mas vou dar meu melhor”, declarou Stephanie. 

Henrique Fernandes tem 18 anos e coleciona conquistas. Em 2019 foi vice-campeão mundial juvenil, em Portland, no Pan Jr. De Cali, em 2021, ficou com a medalha de bronze e há duas semanas conquistou o bronze no Rio Open. Em fevereiro de 2022 foi campeão da seletiva nacional Adulta, passando a integrar a seleção brasileira principal de taekwondo que disputará os Campeonatos Pan-americano e Mundial na categoria -80kg.  

“Estou surpreso demais, não esperava. Tivemos o evento de concentração para o Pan Jr. de Cali e quando os porta-bandeiras foram anunciados eu pensei: ‘será que um dia serei eu?’. E foi uma surpresa para mim. Vai ser demais! Eu venho me preparando para esse momento e as expectativas estão lá em cima. No mínimo eu vou em busca do ouro e, se Deus quiser, eu vou conseguir. Vou me dedicar 100% dentro e fora de quadra. Todo campeonato é único, tem uma preparação específica, e nos preparamos muito”, projetou Henrique, que vai competir com a seleção adulta no Pan da modalidade após Rosário. 

O evento de concentração organizado pelo COB reúne atletas de 14 modalidades que viajarão para Rosário, em voo fretado, na primeira onda, nesta terça-feira, dia 26, além do judô e karatê, que embarcam no sábado, dia 30. O terceiro e último grupo formado por 12 modalidades viaja para Rosário no dia 3 de maio e também passará pelo evento de concentração. 

“Quando converso com os atletas, gosto de recordar o trabalho do COB. Temos 250 pessoas trabalhando arduamente todos os dias voltados para cuidar de vocês, para que vocês pensem apenas em participar das competições e chegarem a seu melhor desempenho. Participando das palestras desse evento de concentração para Rosário, vocês poderão ver as diversas áreas do COB voltadas para o atleta, que é nosso objetivo final. A performance e a excelência estão em todas as áreas do COB. Estamos aqui exatamente para oferecer o melhor para que vocês possam nos oferecer o melhor do seu desempenho nas quadras, piscinas, pistas e tatames”, disse Paulo Wanderley, presidente do COB. 

Entre os assuntos abordados no evento de concentração estão educação e prevenção ao doping, esporte antirracista, história e valores olímpicos, além de aulas práticas de prevenção de lesões, dinâmicas de preparação mental e um bate-papo com a ginecologista esportiva Tathiana Parmigiano. No segundo dia de evento, os atletas terão um encontro com a campeã olímpica Rebeca Andrade, que falará sobre sua carreira ao lado do seu treinador Francisco Porath. 

“É um prazer estar aqui com vocês, dividindo este momento e liderando essa missão juntamente com uma equipe muito comprometida. Estamos comprometidos em oferecer os melhores serviços a vocês. Estaremos sempre à disposição e atentos para ajudar. Nosso histórico nos Jogos Sul-Americano da Juventude é bastante positivo e esperamos que vocês desempenhem o máximo de vocês para que mantenhamos nossa hegemonia nas Américas. Contem sempre conosco e aproveitem a competição”, afirmou Kenji Saito, Chefe da Missão Rosário 2022 e diretor de Desenvolvimento do COB.  

A terceira edição dos Jogos Sul-americanos da Juventude reunirá 2.500 atletas de 15 países do continente e terá um conceito inovador. Todas as competições serão realizadas em um mesmo local, no Parque da Independência, o que promete ser o grande diferencial do evento, com grande envolvimento da população local.

Foto de capa: William Lucas/COB

Postar um comentário

To Top