Potência olímpica, Cuba retira proibição ao boxe profissional após 60 anos


Pela primeira vez em 60 anos, boxeadores de Cuba poderão disputar lutas profissionalmente após o acordo com um promotor de lutas.

Segundo a ESPN do México, a federação de boxe de Cuba fechou um acordo com a Golden Ring Promotions, e lutadores campeões olímpicos em Tóquio, Julio Cesar La Cruz, Arlen Lopez, Roniel Iglesias e Andy Cruz, participarão de um evento a ser realizado na cidade de Aguascalientes (MEX) em 20 de maio deste ano.

A intenção é de realizar outros três eventos este ano com os boxeadores do país.

A regra de proibir o boxe profissional em Cuba data de 1962, imposta por Fidel Castro, com a alegação de que ele era desumano e ausente de princípios. E por isso, muitos atletas desertaram o país por sua própria conta e risco para tentar ganhar dinheiro no esporte. 

Desde então, os lutadores cubanos só disputavam competições amadoras, como Jogos Olímpicos, Mundiais e Pan-Americanos. Cuba é o segundo país em número de medalhas nos Jogos Olímpicos na modalidade, com 78 no total (sendo 48 de ouro), atrás apenas dos Estados Unidos. O maior exemplo é Teofilo Stevenson, foi tricampeão olímpico, mas jamais disputou uma luta profissional.

Foto: REUTERS/Buda Mendes

Postar um comentário

To Top