Jornal espanhol divulga áudios onde Piqué pede ajuda ao presidente da RFEF para disputar Tóquio 2020



O jornal espanhol El Confidential divulgou um áudio de uma conversa entre o zagueiro do Barcelona, Gerard Piqué e o presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), onde o zagueiro pediu ajuda de Rubiales para que pudesse atuar na seleção olímpica espanhola nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

De acordo com o jornal a conversa foi acessada após o presidente da RFEF ter sido hackeado.

Além da carreira de jogador, Piqué é presidente, executivo-chefe e fundador da empresa esportiva Kosmos, que trabalhou com RFEF, e os vazamentos criaram uma atmosfera de preocupação com conflito de interesses.

Piqué se aposentou oficialmente da seleção espanhola em 2018 e teria pedido a Rubiales que apoiasse o zagueiro para estar na lista final para Tóquio 2020.

O presidente RFEF teria sido convidado a discutir uma possível inclusão com Luis de la Fuente, bem como manter o pedido de Piqué em sigilo.

“Rubi, quero que você fale com o treinador e fique em segredo”, revelou o áudio divulgado pelo El Confidential.

“Se isso vazar, outro atletas acima da idade também gostariam de ir”.

“Vamos manter isso entre nós e conversamos quando eu estiver em Madri em breve, entendeu?”.

“Você não tem ideia do quanto eu quero jogar as Olímpiadas”.

“O sub-21 é ótimo”.

“Você via aquele jogo contra a Polônia?”.

“Temos que manter isso em segredo, podemos conversar com o gerente, isso me deixaria feliz”.

Rubiales disse em entrevista após o vazamento do áudio, que Piqué não foi o único jogador a discutir com ele sobre a convocação nos Jogos Olímpicos”.

O presidente da RFEF disse que deixou a decisão da convocação para o corpo técnico da seleção olímpica espanhola.

De la Fuente selecionou Marco Asensio, Mikel Merino e Dani Ceballos como os três jogadores acima da idade.

A Espanha foi medalhista de prata, após perder a decisão para o Brasil por 2 a 1.

A ligação de Piqué e Rubiales virou destaque após vazamento de áudio onde Piqué e Rubiales supostamente estavam tratando para levar a Supercopa da Espanha para Arábia Saudita.

De acordo com e El Confidential, um acordo foi firmado entre RFEF e a Arábia Saudita de 6 anos foi firmado no valor 40 milhões de euros (200 milhões de reais) para sediar o torneio no país.

A Kosmos teria recebido 24 milhões de euros (cerca de 120 milhões de reais) como parte do acordo de uma agência que trabalha na Arábia Saudita.

Em resposta a acusação, Piqué negou irregularidade sobre o envolvimento de sua empresa ni negócio.

Rubiales também foi enfático em dizer que não pagou à Kosmos, deixando claro que não houve “conflito de interesses” e que ida do torneio a Árabia Saudita foi benéfica ao país.

Foto: Divulgação

Postar um comentário

To Top