Gabriel Araújo volta a bater recorde mundial nos 150m medley durante 2ª Fase Nacional do Circuito Paralímpico de natação


Uma semana após quebrar o recorde mundial na prova dos 150 m medley pela classe S2 (para atletas com limitações físico-motoras mais severas), o mineiro Gabriel Araújo voltou a fazer a melhor marca do planeta na mesma disputa neste sábado, 9, durante as finais da 2ª Fase Nacional do Circuito Paralímpico de natação, que acontecem no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo.

O atleta, que tem focomelia, doença congênita que impede a formação normal de braços e pernas, nadou a prova nesta tarde em 3min35s44 e conseguiu reduzir o próprio tempo de 3min37s64, cravados no último dia 31, na mesma piscina do CT Paralímpico.

Este foi o terceiro recorde mundial batido por Gabriel Araújo entre as 1ª e 2ª fases da competição. Além das duas marcas registradas nos 150 m medley, o campeão paralímpico bateu ainda o recorde nos 50 m borboleta ao completar a prova em 56s13, também superando a própria marca antiga, que era de 1min01s65, alcançada nos Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019.

Ele ainda registrou um recorde das Américas na semana passada, quando nadou em 1min57s63 os 100 m livre ainda nas disputas eliminatórias.

"Mais uma vez, batendo um recorde mundial. É um sinal de que estou no caminho certo. Estou muito feliz, mostrou que estou conseguindo suportar esta maratona de provas. Os testes estão sendo bem avaliados e vamos continuar assim para poder chegar bem no Mundial [que acontecerá em Portugal, em junho]", afirmou o medalhista de ouro nos 200m livre e nos 50m costas, além da prata nos 100m costas nos Jogos de Tóquio.

Neste sábado, Gabriel Araújo ainda nadou as provas dos 50 m livre (fez em 54s31) e dos 50 m costas (completou em 56s36).

Foto: Robson Fernandes/CPB

Postar um comentário

To Top