Brasil disputa o Rio Open e o Parapan de Taekwondo a partir de sexta-feira


A Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro, recebe, a partir desta sexta-feira (15), dois dos mais importantes eventos internacionais do Taekwondo e do Parataekwondo. O Rio Open G2 e o Campeonato Pan-Americano de Parataekwondo reunirão grandes nomes da modalidade e terão a participação de todos os atletas da seleção brasileira.

O Rio Open G2, que vale 20 pontos no ranking Mundial e Olímpico, terá, ao todo, 314 atletas. A grande maioria está concentrada na categoria sênior. Destaques do Brasil em Tóquio, Milena Titoneli, Icaro Miguel e Edival Marques, o Netinho, vão participar da competição. O medalhista olímpico na Rio 2016, Maicon Andrade, também faz parte da seleção brasileira e disputará a competição.

Além da seleção brasileira adulta, o Rio Open G2 também terá a presença de atletas das seleções cadete e junior, além de taekwondistas selecionados para o Projeto Radar 2028, que acompanhará os atletas até os Jogos Olímpicos de Los Angeles 2028.

O Rio Open G2 contará com equipes dos Estados Unidos – com presença de medalhistas em Jogos Pan-Americanos -, Chile, Colômbia, Equador, México, Bolívia, Índia, Peru, Irlanda, República Dominicana, Uruguai, Argentina, Gâmbia, França e Haiti.

“O Rio Open será uma grande competição e um ótimo teste para os nossos atletas visando o Campeonato Pan-Americano de Taekwondo que será em Punta Cana, no final do mês. Estamos confiantes que os nossos atletas terão grandes performances e representarão muito bem a seleção brasileira”, disse Henrique Precioso, diretor técnico.


Pan-Americano de Parataekwondo


A seleção brasileira, multimedalhista em Tóquio e no Mundial de Istambul, estará presente no Pan-Americano de Parataekwondo. Nathan Torquato, Silvana Fernandes e Debora Menezes, grandes destaques da delegação, buscarão os importantes pontos no ranking mundial já visando Paris 2024.

O Pan-Americano de Parataekwondo também marcará a estreia de cinco atletas pela seleção brasileira. Eles foram selecionados no Draft, em março, e iniciarão suas jornadas na equipe que é referência mundial na modalidade.

“A expectativa é a melhor possível. Sabemos da força da nossa seleção e queremos fazer bonito neste que vai ser o primeiro evento internacional de Parataekwondo aqui no Brasil”, falou o coordenador da equipe, Rodrigo Ferla.

Um dos grandes destaques da competição é a dinamarquesa Lisa Gjessing, campeã olímpica e tetracampeã Mundial. O Pan-Americano também terá a participação de atletas da Argentina, Peru, Chile, Equador, Israel, México, Venezuela, República Dominicana, Estados Unidos, Aruba, Bolívia, Costa Rica, Sérvia, França, Grã-Bretanha e da Equipe de Refugiados de Taekwondo.

Postar um comentário

To Top