Atletas destaques no arremesso e lançamento passam por semana de avaliações no CT Paralímpico


Nove atletas que se destacaram em recentes provas nacionais de arremesso e lançamento estão no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, para um período de treinos nesta semana. Até sábado, 30, os esportistas passam por avaliações físicas e técnicas sob a orientação de profissionais do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

Dentre os atletas que farão parte da programação no CT, há cinco mulheres e quatro homens: Aline Santos, Eduardo Pereira, Juan Oliveira, Luciele Santos, Luiz Antônio Bezerra, Maythê Pereira, Rafael Silva, Sueli Soares e Vanessa Alves.

Os atletas participantes foram selecionados por já apresentarem marcas expressivas em suas provas. "Há uma mescla entre experientes e jovens com potencial para as próximas missões, Jogos Parapan-Americanos e Paralímpicos, e campeonatos mundiais. O nosso objetivo é observá-los e mostrar pontos que podem ser aperfeiçoados", explicou Alex Sabino, técnico de atletismo do CPB.

Dois destes esportistas, que estão em idade escolar, foram recém-convocados para a Gymnasiade 2022, evento mundial para alunos-atletas marcado para ocorrer entre os dias 14 e 22 de maio, na Normandia, França. São eles: Luciele Santos, 20, do arremesso de peso na classe F20 (para atletas com deficiência intelectual), e Luiz Antônio Bezerra, 18, que disputa provas de arremesso de peso, lançamento de disco e dardo na classe F43 (para atletas com deficiência nos membros inferiores).

Pela primeira vez, a Gymnasiade contará com modalidades paralímpicas: atletismo, judô e natação. O Brasil será representado por 12 alunos-atletas do atletismo, 12 da natação e três do judô. Este é um evento mundial multidesportivo caracterizado por um programa equilibrado entre desporto e conteúdos educativos.

Os alunos-atletas brasileiros, com idade entre 16 e 18 anos, foram selecionados pelas respectivas coordenações das modalidades, de acordo com os resultados de competições chanceladas pelo CPB. Além disso, os atletas convocados ainda estão matriculados em instituições de ensino.

Foto: Alê Cabral/CPB

Postar um comentário

To Top