Sergey Bubka pede para os atletas da Ucrânia continuarem competindo


Membro do COI, o ex recordista mundial no salto com vara, Sergey Bubka, pediu aos atletas da Ucrânia que continuem competindo, apesar da invasão da Rússia ao país.

Bubka é o presidente do Comitê Olímpico Nacional (CON) da Ucrânia e foi encarregado pelo COI de coordenar aspectos da assistência Humanitária prestada pelo Movimento Olímpico ao esporte ucraniano.

“Nosso atletas podem inspirar outras pessoas mostrando resiliência do povo ucraniano e ajudando a enviar uma mensagem de solidariedade e paz”, disse Bubka.

“As recentes performances incríveis dos atletas paraolímpicos ucranianos, que conquistaram a segundo maior número de medalhas dos Jogos Paralímpicos de Inverno de Pequim 2022, são um bom exemplo disso”.

O ex-atleta que foi campeão olímpico em Seul 1988 afirmou estar em contato com Vadym Huttsait, ministro da juventude e esportes da Ucrânia e que o ministro demonstrou gratidão pelos esforços de solidariedade da comunidade esportiva mundial.

E fez um pedido em nome do governo ucraniano, para que os atletas do país continuem competindo.

“Apesar das condições difíceis, nossos atletas continuam treinado”, disse Bubka.

“Eles estão mostrando a força de seu espírito e estão dedicadas a vencer”.

Bubka disse que tem mantido constante comunicação com as Federações Internacionais para viabilizar ajuda para os atletas e o movimento esportivo da Ucrânia.

“Temos colocado toda a nossa energia na tarefa que nos foi confiada”.

“Passa o dia inteiro em reuniões e ao telefone”.

“Às vezes adormeço meia-noite com o telefone na mão”.

“Mas, como todos os ucranianos, todos os dias luto para dormir”.

“Então, eu acordo novamente às três da manhã para fazer ligações e trocar mensagens com familiares, amigos, atletas e outros da nossa comunidade esportiva”.

“Às vezes tomo remédio para dormir, mas elas só me dão mais algumas horas até que o sono seja interrompido novamente”.

“Nossa esperança é que possamos ajudar o maior número possível de atletas ucranianos e pessoas ucranianas”.

Apesar de todas as dificuldades enfrentadas devido a invasão russa, a equipe paraolímpica da Ucrânia terminou os Jogos Paralímpicos de Inverno de Pequim 2022, com 11 medalhas de ouro, 10 de prata e 8 de bronze.

Foto: Valery Hache/ AFP

Postar um comentário

To Top