Número um do mundo, Ashleigh Barty surpreende e anuncia aposentadoria aos 25 anos

De camisa regata e saia branca com detalhes em preto, Ashleigh Barty vibra com as mãos cerradas e a boca aberta

A tenista australiana Ashleigh Barty, atual campeã do Australian Open e número um do mundo, anunciou nesta terça (22), quarta na Austrália, a sua aposentadoria do tênis. A decisão foi anunciada nas suas redes sociais. Ela alegou não ter mais motivação para se preparar emocionalmente e fisicamente para competir em alto nível.


Barty ganhou ainda Roland Garros em 2019 e Wimbledon em 2021, além do Finals também em 2021. Nos Jogos de Tóquio-2020, ela foi bronze nas duplas mistas com John Peers.


Ela se tornou profissional em 2010 e venceu no total 15 torneios de simples e dez nas duplas. Ash, como é chamada, foi a primeira australiana a vencer o Grand Slam realizando no Melbourne Park em 44 anos. 


Ela estava no seu auge e ficou 114 semanas no topo do ranking (4ª com mais semanas consecutivas), alcançando-o pela primeira vem em 24 de junho de 2019. No simples ela teve 305 vitórias e 102 derrotas e 200 vitórias e 64 derrotas nas duplas.


Recentemente, ela desistiu dos torneios de Indian Wells e Miami, alegando precisar se recuperar fisicamente ainda do Australian Open e agora surpreende a todos. 


"O dia de hoje é difícil e cheio de emoção para mim quando anuncio minha aposentadoria do tênis. Eu não tinha certeza de como compartilhar essa notícia com você, então pedi ao meu bom amigo @caseydellacqua para me ajudar. Sou muito grato por tudo que este esporte me deu e saio orgulhoso e realizado. Obrigado a todos que me apoiaram ao longo do caminho, sempre serei grato pelas memórias ao longo da vida que criamos juntos", disse ela em seu Instagram.



A decisão pegou a muitos de surpresa, mesmo assim ela recebeu apoio de colegas e fãs. O CEO da WTA, Steve Simon, desejou a ela sorte nos seus próximos passos e que ela se mantenha como embaixadora do esporte.


Iga Swiatek (POL), atual nº 2 do ranking, deve assumir o topo do mundo na próxima semana.


Foto: Loren Eliot/ Reuters


Postar um comentário

To Top