Mesatenistas brasileiros são eliminados na fase preliminar dos torneios individuais do WTT Grand Smash


A madrugada da segunda-feira (7) para terça-feira (8) foi de estreia de brasileiros no WTT Grand Smash, que acontece em Singapura. No evento que é considerado um dos mais importantes do calendário do tênis de mesa mundial, Eric Jouti, Thiago Monteiro e Caroline Kumahara foram à mesa no torneio individual, mas acabaram se despedindo da disputa. Outros quatro brasileiros – Bruna Takahashi, Gustavo Tsuboi, Hugo Calderano e Vitor Ishiy – iniciam suas participações na chave principal, a partir da noite de quinta-feira.

O maior destaque foi de Jouti, que chegou mais distante na fase preliminar do campeonato e teve jogos de tirar o fôlego. O brasileiro (81º colocado no ranking mundial) teve duas partidas que foram finalizadas em 3 sets a 2, tanto na primeira rodada qualificatória (diante do tcheco Tomas Polansky, número 115 do mundo) quanto na segunda, na qual terminou batido pelo finlandês Benedek Olah (63º).

Diante do atleta da Finlândia, os dois primeiros sets tiveram cenários parecidos, mas com protagonistas diferentes. O inicial foi terminado com domínio brasileiro que superou Olah por 11 a 7. O segundo foi encerrado com o mesmo placar, mas com a vitória do finlandês.

A terceira parcial teve um Olah com mais acertos do que Jouti, o que resultou na vitória do atleta nórdico por 11 a 8. Por outro lado, o quarto set foi o mais disputado. Ambos os mesa-tenistas tiveram a dianteira no placar, bem como a igualdade, que foi mais recorrente na parcial. Por fim, Jouti teve grande concentração para tirar uma pequena vantagem do adversário e levar a partida para o último set com um 12 a 10.

A última parcial começou com mais acertos do finlandês, o qual chegou a abrir 4 a 2. Jouti não se abalou, buscou a igualdade e a virada no placar: 5 a 4. Porém, a partir daí, só deu Olah, que emplacou diversos pontos sequenciais e fechou a disputa em 11 a 5. Era o final de partida: 3 sets a 2 para o mesa-tenista nórdico.

Contra Thomas Polansky, o jogo teve início próspero para o brasileiro, que finalizou em 11 a 9. No seguinte, Polansky foi melhor à mesa e fechou em 11 a 6. A parcial em sequência foi vencida por Jouti, mas com muito custo: 15 a 13. O tcheco voltou a triunfar na partida, o que levou o confronto à igualdade. O brasileiro teve um bom desempenho no set derradeiro (11 a 9) e, com isso, finalizou o encontro.

Eric Jouti falou sobre ter disputado o novo torneio do calendário do tênis de mesa: “Acredito que o WTT Grand Smash vai ser sempre um torneio especial. Vão ser quatro por ano e vai ser muito importante para todos os jogadores”, disse o brasileiro, que volta à mesa no torneio de duplas masculinas ao lado do compatriota Vitor Ishiy.

Caroline Kumahara e Thiago Monteiro acabam superados na estreia


O Brasil teve mais dois representantes à mesa na madrugada de segunda para terça-feira. No feminino, Caroline Kumahara (110ª) fez a sua estreia contra a croata Ivana Malobacic (165ª). O confronto apresentou parciais acirradas, mas que acabaram com vantagem para a europeia. A atleta do Brasil terminou superada por 3 a 1, com parciais de 9/11, 7/11, 12/10 e 8/11.

O masculino ainda teve a presença de Thiago Monteiro (91º), que enfrentou um velho conhecido no jogo inicial: Marcos Madrid (89º), do México. A partida foi finalizada em 3 a 1 para o mexicano, que aplicou 11/6, 8/11, 11/4 e 11/9 no brasileiro.

Monteiro avaliou a partida e garantiu que já pensa no próximo desafio internacional: o WTT Feeder, em Doha, no Catar, que terá início o próximo domingo (13).

“Eu e Marcos (Madrid) nos conhecemos bem, a nossa partida ia ser decidida nos detalhes mesmo, assim como realmente aconteceu. Mas já estou focado no próximo torneio”, afirmou o brasileiro.

Foto: Cheng Howe Seet

Postar um comentário

To Top