Knierim e Frazier levam o ouro nos pares no Mundial de Patinação Artística

Brandon Frazier segura Alexia Knierim durante um espiral da morte. Ele segura a patinadora por um braço, enquanto ela desliza deitada e quase encostando no gelo. Ambos vestem trajes em tons de lavanda
Brandon Frazier e Alexa Knierim - Foto: Michael Madrid/Reuters
Os Estados Unidos conquistaram o primeiro ouro do Mundial de Patinação Artística 2022, em Montpellier na França. Alexa Knierim e Brandon Frazier venceram a disputa dos pares. A última vez que uma dupla do país havia sido campeã mundial foi em 1979 com Tai Babilonia e Randy Gardner

Knierim e Frazier haviam ficado em primeiro lugar após o programa curto e mantiveram a liderança . Ao som de "Fix You" da banda britânica Coldplay, a dupla conseguiu a melhor pontuação da carreira no programa longo, com 144.21 pontos, e no total, com 221.09.

A dupla patinou abaladas após um incidente na apresentação anterior, com seus colegas de equipe dos EUA, Ashley Cain-Gribble e Timothy Le Duc. A dupla que havia ficado em segundo lugar no primeiro dia da competição, não terminou a prova, após uma queda de Cain-Gribble em um triplo Salchow. Ela acabou batendo o queixo no gelo e não conseguiu se levantar de imediato. 



A medalha de prata ficou com os japoneses Miura Riku e Ryuchi Kihara. Eles tiveram vários problemas no programa longo, incluindo uma queda de Miura em um triplo loop lançado. Mesmo assim, eles conseguiram a segunda colocação com um total de 199.55.

Os veteranos Eric Radford e Vanessa James do Canadá ficaram com a medalha de bronze. Os dois já haviam sido medalhistas mundiais com outros parceiros. Radford foi bicampeão mundial em 2015 e 2016 com Meagan Duhamel (que atualmente treina a dupla do Japão). E James foi bronze no mundial de 2018, representando a França ao lado de Morgan Cipres. 

James e Radford se juntaram nesta temporada, com foco em disputar os Jogos Olímpicos. Eles demoraram para acertar seus programas no começo da temporada. Mas eles fizeram sua melhor performance no programa longo do mundial, onde garantiram o terceiro lugar com 197.32 pontos no total.

Japoneses lideram o programa curto masculino


Mais cedo nesta quinta (24), aconteceu a disputa do programa curto masculino. Os patinadores do Japão dominaram a disputa, terminando nas três primeiras colocações. Uno Shoma ficou em primeiro lugar, com sua nova melhor marca pessoal no programa curto: 109.63 pontos. O medalhista de bronze em Pequim 2022 executou ótimos saltos: um quádruplo flip, um triplo Axel e um combo de quáruplo e triplo toeloop.

Uno Shoma durante o programa curto em Montpellier - Foto: Francisco Seco/AP
Em segundo lugar ficou o atual vice-campeão olímpico Kagiyama Yuma com 105.69 pontos, tendo problemas na execução do seu triplo Axel. Em terceiro, Tomono Kazuki que foi convocado pela federação japonesa para substituir Hanyu Yuzuru que se recupera de lesão. Tomono superou sua melhor pontuação da carreira, com 101.12.

O principal candidato a quebrar a trinca japonesa é o estadunidense Ilia Manilin. O jovem de apenas 17 anos ficou em quarto lugar com 100.16, sua melhor pontuação em um torneio internacional. Manilin tem bons saltos quádruplos na manga para conseguir uma boa nota no programa longo.

Foto de capa: Michael Madrid/Reuters

Postar um comentário

To Top