FIG vai abrir investigação sobre ginasta russo que usou símbolo militar em competição


A Federação Internacional de Ginástica (FIG) anunciou neste domingo que irá abrir uma investigação, através da sua fundação de ética, sobre um incidente com o envolvendo o ginasta russo Ivan Kuliak na última etapa da Copa do Mundo de Ginástica Artística. O atleta usou em seu uniforme uma letra "Z", que tem sido usada como um símbolo da invasão russa na Ucrânia.

Kuliak competiu com a delegação russa na etapa de Doha da Copa do Mundo nesta semana. Na ocasião, os atletas do país ainda estavam liberados para competir sem usar a bandeira do país. O ginasta cobriu a bandeira russa do seu uniforme com esparadrapos, formando um "Z". 

A letra tem sido colocada em veículos militares russos que partem para a guerra na Ucrânia. Não há um significado certo para o símbolo criado alguns dias atrás. Alguns interpretam como uma representação da expressão "Za pobedy", que significa "para a vitória" em russo.

Ivan Kuliak conquistou a medalha de bronze na final das barras paralelas e subiu ao pódio usando o símbolo ao lado do ucraniano Ilia Kovtun, que venceu a prova, e do cazaque Milad Karimi, que mora na Ucrânaia e é noivo da ginasta ucraniana Diana Varinska. 

No comunicado sobre a decisão da FIG de investigar o comportamento de Kuliak, a entidade também lembrou que a partir de segunda-feira (7), atletas e oficiais de Rússia e Belarus (incluindo árbitros) estão proibidos de participar de eventos chancelados pela federação internacional.

Foto de capa: DohaGym

Postar um comentário

To Top