Brasil conquista cinco ouros no Sul-Americano de Remo


O seleção do Brasil conquistou cinco ouros no sul-Americano de Remo de 2022, encerrado no último domingo (27) em Porto Alegre.

Além dos cinco ouros, a equipe conquistou 13 pratas e 9 bronzes. No ranking oficial do campeonato, o Brasil ficou na 4ª posição, atrás de Argentina, Chile e Uruguai.

No quadro oficial de medalhas, o Brasil levou uma medalha de ouro, 11 de prata e 9 de bronze. No para-remo, apenas as provas de Single Skiff PR1 contavam para pontuação no campeonato, as outras provas são extras ao programa oficial do evento. A Argentina foi campeã com 11 ouros, Chile vice com 7 ouros e Uruguai em terceiro lugar com 6 ouros.

O troféu de campeão do Sul-Americano de Remo 2022 homenageou a atleta Dulce D'Avila Bandeira. Remadora do Grêmio Náutico União, ela foi a primeira mulher brasileira da história a subir ao lugar mais alto do pódio na prova de Single Skiff em campeonatos brasileiros. O troféu de vice-campeão levou o nome de Breno Manczck, treinador do GNU que ensinou Dulce a remar e a levou para o campeonato brasileiro.

Os destaques de domingo, 27/03, foram os barcos paralímpicos. Josiane Lima e Leandro Sagaz, do Aldo Luz (SC), conquistaram o primeiro ouro do dia no Double Skiff Misto PR2. Logo em seguida, Diana Barcelos, do Flamengo (RJ), e Valdeni Junior, do Aldo Luz (SC), levaram mais um ouro para o Brasil no Double Skiff Misto PR3. No final da manhã, Michel Pessanha garantiu o terceiro ouro no Single Skiff Masculino PR2. Fechando a manhã, Salvador Maike e Adeilso Freitas conquistaram o ouro no Dois Sem Masculino PR3.

Foram 14 provas disputadas no primeiro dia e 16 provas no segundo, todas nas categorias Júnior, Sub 23 e Para-Remo. As disputas foram realizadas na distância de 1500m com seus resultados aferidos por photo finish. Ao todo, foram convocados 46 atletas para a Seleção, sendo 10 para-remadores. Além das provas oficiais de Single Skiff, foram realizadas outras quatro provas extras paralímpicas de duplas, todas com participação de brasileiros.
A prova mais acirrada do dia foi o Double Skiff Masculino Júnior, com Brasil e Argentina brigando pela primeira posição. A diferença, confirmada pelo photo finish, foi de 0.03 segundo, com vantagem para o barco argentino. No Double Skiff Sub 23 Peso Leve, novamente photo finish confirmou o resultado: 0.52 segundo de vantagem para o Uruguai, deixando o barco brasileiro com a medalha de prata da categoria.

Todos os atletas olímpicos eram das categorias Júnior e Sub 23, e se classificaram para o evento na Qualificação 01, realizada em Porto Alegre e no Rio de Janeiro em 17 e 18/02. A equipe chegou na Ilha do Pavão ainda na semana anterior para um período de preparação.

O vento dificultou a realização das provas de sábado, sendo necessário cancelar uma prova e suspender a regata no final da manhã, após oito provas finalizadas. O resto da disputas foram realizadas no final do dia, com partidas a cada 10 minutos a partir das 17h30.

Foto: CBRemo

Postar um comentário

To Top