Trenó comandado por Edson Bindilatti não vai bem e termina na 29ª colocação após duas descidas

Trenó Brasileiro, azul e com detalhes verde e amarelo, na pista em Pequim-2022

O piloto Edson Bindilatti e o breakman Edson Martins estrearem nesta segunda (14) na disputa do 2-man do bobsled nos Jogos de Pequim-2022 e terminaram na 29ª posição com o tempo somado de 2:02.47. 


Para passar à quarta descida, eles terão que fazer uma terceira descida impecável e torcer para o erro de alguns trenós pra conseguir o 20º melhor tempo. A terceira bateria será na terça às 09h15, com transmissão do Sportv 2.


Na primeira descida, o trenó brasileiro fez uma boa largada, mas não conseguiu manter no resto da volta, batendo e derrapando em algumas curvas, principalmente na curva 13. Com isso, os brasileiros terminaram a primeira rodada em 29º, na penúltima colocação, com o tempo de 1:01.11. 


Na segunda descida, eles tiveram uma largada um pouco mais lenta e estavam se recuperando, até ter problemas de novo na curva 13, quando foram muito altos e acabaram batendo na parede, fazendo o tempo de 1:01.36. Junto da Jamaica, eles foram os únicos a descerem na casa do 1:01. 


Os brasileiros só tiveram contato com essa pista durante o período dos Jogos e não tiveram muito tempo para poderem treinar.


Com três trenós, a Alemanha lidera com Francisco Friedrich e tem na segunda colocação, o veículo de Johannes Lochner. Friedrich domina o 2-man desde 2013 e fez 59.02 na descida, o recorde da pista. 

Trenó de Johannes Lochner (Foto: Thomas Peter/ Reuters)

Na segunda descida, a descida mais rápida foi de Lochner, feita em 59.27 segundos. No somatório Friedrich está na frente com o tempo de 1:58.38, contra 1:58:53 do compatriota. O russo Rotstislav Gaitiukevich está na terceira colocação e o outro alemão, Christoph Hafer está em quarto.


Foto: Alexandre Castelo Branco/ COB

Postar um comentário

To Top