Reforçada por Beatriz Souza e Willian Lima, seleção disputa Grand Slam de Paris neste final de semana

judoca Bia Souza

Depois do Grand Prix de Portugal disputado no final de semana passado, em Almada, a seleção brasileira de judô permaneceu na Europa preparando-se para o próximo desafio no Circuito Mundial, o Grand Slam de Paris, na França, que começa neste sábado, 05. Além dos judocas que lutaram em Portugal, o time brasileiro terá o reforço da número um do mundo, Beatriz Souza (+78kg/ECPinheiros/FPJudo), e do meio-leve Willan Lima (66kg/ECPinheiros/FPJudo). Com entorse no tornozelo, e meio-pesado Beatriz Freitas (78kg/ECPinheiros/FPJudo) está fora do Grand Slam.

Nesta sexta, o sorteio definiu as chaves das 14 categorias em disputa e indicou o caminho que os brasileiros deverão seguir para subir ao pódio.

Nas chaves masculinas, o Brasil será representado pro Allan Kuwabara (60kg/ECPinheiros/FPJudo), Willian Lima (66kg/ECPinheiros/FPJudo), Daniel Cargnin (73kg/Sogipa/FGJ), Julio Koda Filho (73kg/Minas Tênis Clube/FMJ), Guilherme Schimidt (81kg/Minas Tenis Clube/FMJ), Rafael Macedo (90kg/Sogipa/FGJ), Rafael Buzacarini (100kg/ECPinheiros/FPJudo) e Juscelino Nascimento Jr (+100kg/Minas Tenis Clube/FMJ).

Já o time feminino brasileiro será composto por Amanda Lima (48kg/Minas Tenis Clube/FMJ), Yasmim Lima (52kg/Instituto Reação/FJERJ), Rafaela Silva (57kg/CRFlamengo/FJERJ), Jéssica Lima (57kg/Sogipa/FGJ), Alexia Castilhos (63kg/Sogipa/FGJ), Maria Portela (70kg/Sogipa/FGJ), além de Bia Souza (+78kg/ECPinheiros/FPJudo).

Paris é uma das etapas mais tradicionais do Circuito Mundial e conta com a presença de grande estrelas do judô. Nesta edição, contudo, o número de inscritos foi um dos mais baixos da história do Grand Slam, com apenas 290 atletas (157 homens e 133 mulheres). Mas, as grandes potências estão lá com times fortes, como Japão, Alemanha, Azerbaijão, Geórgia, Mongólia, Uzbequistão.

Além deles, os anfitriões entraram com a maioria dos seus medalhistas olímpicos em Tóquio 2020, como Amandine Buchard (52kg), Sarah Cysique (57kg), Madeleine Malonga (78g), Romane Dicko (+78kg) e Luka Mkheidze (60kg). Mas, as maiores estrelas - Teddy Riner (+100kg) e Clarisse Agbegnenou (63kg) - estão fora.

Foto: Gabriela Sabau/IJF
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top