Patinadora espanhola testa positivo no doping



A Agência Internacional de Testagem (ITA), informou nesta terça (22), que a patinadora espanhola Laura Barquero testou positivo para Clostebol, um esteroide anabolizante. Segundo a agência, o teste foi feito no dia 18, durante o programa curto da disputa de pares.


A substância é encontrada em cremes cicatrizantes e acelera o processo de recuperação de lesões na pele. Foi por causa desta substância, que Maurren Maggi ficou dois anos suspensa entre 2003 e 2005. 


Junto de seu par, Marco Zandron, a espanhola ficou em 11ª no programa livre. Ela ainda tem direito a testagem de uma segunda amostra e seu caso será encaminhada ao CAS (Corte Arbitral do Esporte). 


Outro caso de doping na patinação agitou os Jogos, que foi o de Kamila Valieva. A jovem de 15 anos testou positivo para trimetazidina em competição realizada em dezembro, mas o resultado veio apenas após o ouro na disputa por equipes, deixando o resultado em suspenso. Ela havia sido suspensa por dois dias, mas foi liberada pelo CAS.


Além de Barquero, a atleta do bobsled, Lidiia Hunko (UKR), o esquiador Hossein Saveh-Shemshaki (IRN), e a esquiadora de cross-country, Valentyna Kaminska (UKR), foram pegos durante os Jogos. Todos eles testaram positivo para anabolizantes. 


Foto: Aleksandra Szmigiel/ Reuters

Postar um comentário

To Top