Ngapeth se manifesta contra Mundial de vôlei na Rússia


 

Um dos melhores jogadores do mundo, o ponteiro Earvin N'Gapeth, se manifestou no Twitter nesta sexta (25), contra a realização do Mundial de vôlei masculino na Rússia.


Atual campeão olímpico, o atleta citou uma postagem de um portal de notícias dedicado ao vôlei, a qual falava que a FIVB (Federação Internacional de Vôleibol) mantém os planos de fazer o campeonato na Rússia, entre agosto e setembro e comentou "sem mim, obrigado".



Essa foi a primeira reação mais incisiva de um jogador que participará do torneio. Treinada por Bernardinho, a seleção francesa vem do ouro olímpico e tentará o primeiro título mundial. 


Mantendo o evento na Rússia, a FIVB está indo contra a recomendação do COI (Comitê Olímpico Internacional) de retirar eventos do país e da sua aliada Belarus. Em resposta ao portal Reuters, a federação respondeu que o esporte deve estar separado da política e afirma estar monitorando a situação para a segurança e bem-estar de todos os envolvidos no torneio.


Atualização do dia 26/02 às 14h34: A Federação Francesa de Vôleibol anunciou através de seu presidente, que caso o torneio seja mantido no país, a equipe irá boicotar o Mundial. 


A segurança dos nossos concidadãos é a nossa prioridade e tudo faremos para a garantir durante as competições nacionais ou internacionais. Nesse contexto e nesta fase, a França não participará do Mundial se sua organização for mantida na Rússia”, disse Eric Tanguy.


Foto: FIVB/ Divulgação


Postar um comentário

To Top