Felipe Bardi e Erik Cardoso são destaques da Copa Brasil de Atletismo, que definiu as últimas vagas para o Sul-Americano Indoor de Cochabamba


No domingo (6), foi realizado Copa Brasil Indoor de Atletismo, realizado no Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo e teve como destaque a performance nos 100 m dos companheiros de equipe no Sesi-SP, Felipe Bardi e Erik Cardoso. Ambos estão na expectativa para convocação para o Campeonato Sul-Americano Indoor, que está previsto para acontecer nos dias 19 e 20 de fevereiro, em Cochabamba, na Bolívia.

Os velocistas comemoraram o melhor início de temporada, com Felipe Bardi sendo o mais rápido, com 10.24, Erik fez 10.26 e Luís Gabriel Pereira, com 10.40.

“Eu nunca tinha corrido isso no primeiro “tiro” do ano. Em 2021, eu corri 10.30 e alguma coisa numa semifinal e despois 10.17. É o meu melhor início de temporada. Estou feliz, treinando bem, focado e agora vou esperar a convocação para o Sul-Americano. Hoje, estou classificado para o Mundial Indoor, é tentar manter minha vaga e continuar trabalhando”, disse Felipe Bardi.

“No ano passado eu corri 10.60 na minha primeira prova. Tenho de agradecer muito a Deus por estar começando o ano de competições com 10.26, o meu melhor início de temporada, entre minhas melhores marcas. Agora é focar no Sul-Americano Indoor, pretendo seguir firme. E também esperar concluir a convocação para o Mundial Indoor e buscar melhorar o resultado, dar o nosso melhor”, disse Erik.

Ambos os atletas treinam em Santo André, com o treinador Darci Ferreira e tem trabalhado duro para estrear em pista indoor, especialmente para os 60 m.

O saltador Alexsandro Melo, o Bolt, disputou o salto em distância, buscando qualificação para o Sul-Americano Indoor e foi segundo colocado na prova, com 7,97 m, ficando atrás do uruguaio Emiliano Lasa, que venceu com 8,11 m. O terceiro colocado foi Weslley Beraldo, com 7,73 m.

Alexsandro está qualificado para o Sul-Americano programado para Bolívia. “Eu amo Cochabamba! Saltei duas vezes 17 m lá na competição. Espero chegar lá e saltar muito bem, vai vir uma meia bem especial, surpresa”, disse o atleta que usa meias bem diferentes em todas as competições.

Todos os atletas com índice para o Mundial Indoor de Belgrado, estão garantidos no Sul-Americano Indoor de Cochabamba. A competição também marcou o encerramento do Ranking Brasileiro, de 1 de janeiro de 2021 a 6 de fevereiro de 2022, que é o critério válido para as vagas restantes para convocação do Sul-Americano Indoor.

Juliana De Menis Campos, venceu o salto com vara com 4,31 m, seguida por Nicole Barbosa, com 3,91 m, e Beatriz Chagas, com 3,81 m, A atleta é treinada por Karla Rosa em São Bernardo do Campo e está acostumada a saltar em área indoor. “Acho bem importante treinar indoor para melhorar a técnica, rende muito”, disse Juliana, que tem como objetivo da temporada fazer o índice de 4,70 para o Mundial de Eugene, competição ao ar livre que é principal do de 2022, que está programada para acontecer, de 15 a 24 de julho.

Juliana fez uma mudança na técnica, da escola russa para americana e não teve grandes resultados na temporada 2021 por causa da adaptação. “Tenho a expectativa de ir para o Sul-Americano Indoor, pensando no Mundial ao ar livre”. A saltadora briga pelo índice, mas também quer somar pontos no Ranking Mundial, outra forma de qualificação para a principal competição do ano.

Foto: Wagner Carmo/ CBAt

Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top