Estados Unidos faz dobradinha na estreia do Monobob em Jogos de Inverno

Kaillie Humphries entrando em seu trenó preto com estrelas brancas e a inscrição USA em azul

As norte-americanas Kaillie Humphries e Elana Taylor Meyers foram as responsáveis nesta segunda (14), pela primeira dobradinha olímpica da história do monobob. De forma dominante, Humphries liderou desde a primeira descida e levou o ouro com mais de um segundo de diferença para Meyers. 


Na última descida, ela se fez valer da vantagem conquistada nas descidas anteriores e mesmo sem o melhor tempo da bateria, ela justificou o seu domínio e nem chegou perto de perder o título, fechando com o tempo total de 4:19.27.


Humphries sobe ao lugar mais alto do pódio pela terceira vez em Olimpíadas. Ela é canadense e foi ouro no 2-woman em Vancouver-2010 e Sóchi-2014, além de bronze em PyeongChang-2018. Porém, atritos com a federação canadense fizeram ela competir pelos vizinhos do sul.


O melhor tempo da descida final foi de Meyers, que chegou como a terceira colocada e com uma descida feita em 01:05:11, subiu para a segunda colocação, invertendo posição com a canadense Christine de Bruin, que levou o bronze.


Meyers chegou aos Jogos como uma das favoritas e seu sucesso o levou a ser escolhida para ser porta-bandeira dos Estados Unidos na abertura. Porém, ela testou positivo para Covd-19 e foi substituída por Brittany Bowe, da patinação de velocidade


O ouro de Humphries marca o fim do domínio alemão na pista de Yanqing. Até a decisão do monobob, todos os eventos de trenó nestes Jogos tinham sido vencidos pela Alemanha.


Foto: Edgar Su/ Reuters

Postar um comentário

To Top