Em visita ao COB, Ygor Coelho recebe troféu PBO 2021 e anuncia volta a clube dinamarquês

Ygor Coelho com o PBO

Com um largo sorriso no rosto, o campeão Pan Americano em 2019, Ygor Coelho, enfim recebeu o troféu de Melhor Atleta de Badminton do Prêmio Brasil Olímpico 2021. A entrega foi feita na sede do Comitê Olímpico do Brasil (COB), pelo diretor de Esporte, Jorge Bichara, na quarta-feira, dia 2. O atleta, que mora na Dinamarca, está no Brasil para uma pré-temporada, e realizou testes no Laboratório Olímpico do CT do COB, no Rio de Janeiro.

A felicidade de Ygor ia além do quinto troféu do PBO em sua carreira. O atleta, que tem duas participações olímpicas no currículo, contou que assinou contrato para voltar à equipe que havia defendido até o início de 2021, o Højbjerg, da Dinamarca.

“Antes de viajar para o Brasil recebi uma proposta do meu ex-clube na Dinamarca, onde joguei até o início de 2021. Estou muito feliz”, disse Ygor que participou da Liga Alemã durante o ano passado e se emocionou ao receber o Prêmio do PBO na sede do COB.

“Ganhar o prêmio do PBO 2021 é o fechamento perfeito de um ciclo que para mim foi de ouro. Esse é meu quinto prêmio e eles significam para mim todo o esforço e empenho que fiz todos esses anos. Quero agradecer a todos que me ajudaram e passaram pelo meu caminho, o COB, os patrocinadores, todos”, afirmou o atleta, que não pôde comparecer à cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico realizada no dia 7 de dezembro, em Aracajú.

O atleta, que em Tóquio 2020 entrou para a história da modalidade do país ao ser o primeiro brasileiro a vencer uma partida de badminton em Jogos Olímpicos, contou que está focado no início das competições em 2022 e de olho em Paris 2024.

“Depois do Mundial do ano passado eu resolvi me preparar ainda mais, tentar reproduzir o que fiz para Tóquio. Voltei para o Brasil para fazer as avaliações no Laboratório Olímpico, para checar como estou fisicamente, condicionamento físico, etc. E sexta-feira, dia 4, me junto à seleção brasileira em Americana, São Paulo, sob o comando do treinador Marcos Vasconcellos. Dia 16 fevereiro vamos viajar para o México para jogar por equipes. Vai ser meu primeiro torneio de 2022. E eu quero ir para Paris 2024 e tentar ser a melhor versão de mim mesmo”, comemora o bi-campeão pan-americano da modalidade.

Foto: Rômulo Sim~~oes/COB
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top