Dupla de patinação artística estadunidense é processada por suposto uso indevido de música em Pequim 2022

 

Os patinadores artísticos  estadunidenses Alexa Knierim e Brandom Frazier foram processado nesta semana, sob acusação de uso indevido da música “House of the Rising Sun” durante o programa curto de provas da modalidade em Pequim 2022.

O grupo musical Heavy Young Heathens, formado por Robert e Aron Marderosian, processou a dupla junto com a NBC e a U.S. Figure Skating.

A dupla alega no processo, segundo informação da agência de notícias Reuters, que não foram avisados com antecedência por ninguém sobre o uso da música.

“Essas violações causam grande dano ao valor do comando (dos irmãos Marderosians) para uma peça tão conhecida de seu catálogo de gravações e insultam a integridade de sua reputação profissional. Enquanto Knierim/ Frazier, UFS, NBC, EUA, Peacock, es~tao todos lucrando da receita gerada pelos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, (os Marderosians) foram e continuam sendo privado do que por criação “House of the Rising Sun” lhes rende por licença”, afirma nota emitida pelo grupo musical sobre o assunto.

O advogado do Heavy Young Heathens, Mick Marderosian, disse à Reuters, que a NBC desde então removeu as postagens da performance e que o agente da dupla “basicamente se recusou a ouvir o problema”.

Knierim / Frazier, sob o som de “House of the Rising Sun”, fez 74,23 pontos no programa curto, bem distantes do novos recordistas da China, Wenjing Su e Cong Han (84,41).

Foto: U.S Figure Skating/ Jay Adeff

Postar um comentário

To Top