Duda Ribera e Jaqueline Mourão completam prova dos 10km clássico; Therese Johaug leva o ouro

Montagem com fotos das atletas brasileiras. No lado esquerdo, Duda sorri no final de uma prova. No lado direito, Jaqueline esquiando

As brasileiras Jaqueline Mourão e Duda Ribera participaram nesta quinta-feira (10) da prova individual de 10km em estilo clássico do esqui cross-country na Olimpíada de Inverno Pequim 2022. As representantes do Time Brasil ficaram em 82º e 90º lugar respectivamente. A norueguesa Therese Johaug venceu a competição com um tempo de 28:06.3.

As brasileiras estavam entre as últimas atletas a largar. Jaqueline completou os 10km em 36:14.6 e recuperou nove posições com relação à largada, terminando em 82º lugar. Ela foi a melhor atleta da América do Sul na prova e conseguiu 231.66 pontos FIS (o índice técnico da modalidade). ""É um percurso muito exigente fisicamente. Fico muito feliz de entregar tudo que eu pude na pista", analisou a veterana em entrevista ao SporTV.

Duda Ribera também melhorou em relação à largada. Ela foi a 93ª a iniciar a prova e teve o 90º melhor tempo: 38:58.7. A brasileira recebeu 309.51 pontos FIS pelo seu desempenho. "Foi uma prova bem dura. A primeira volta eu fiz e falei 'nossa, não sei se vou conseguir terminar'. Mas dei o meu melhor, fiz isso pela minha família e estou muito feliz de terminar a prova", comentou a esquiadora que antes de ir a Pequim só tinha participado de três provas de 10km na vida.

Therese Johaug leva o ouro por menos de um segundo

Kerttu Niskanen, Therese Johaug,Krista Parmakoski posam para foto segurando seus esquis
As medalhistas olímpicas dos 10km clássico - Foto: Lindsey Wasson/Reuters
Em uma prova contrarrelógio, cada décimo de segundo conta. E diferenças apertadas definiram o pódio dos 10km em estilo clássico. Nas parciais intermediárias da prova, Therese Johaug da Noruega e a  Kerttu Niskanen da Finlândia se alternavam na primeira posição. 

Na altura dos 6,8km Niskanen tinha uma vantagem de 10 segundos para Johaug. Foi aí que a norueguesa virou a chave. Ela conseguiu recuperar a diferença e fechou a prova em 28:06.3. Niskanen, que largou quatro posições atrás da adversária, chegou no estádio parecendo que ia bater a norueguesa. Mas na linha de chegada o relógio parou em 28:06.4. Johaug levou a medalha de ouro por apenas um décimo de segundo.

A disputa pela medalha de bronze também foi decidida nos décimos de segundo. Krista Parmakoski da Finlândia fez os 10km em 28:37.8 e estava em terceiro lugar enquanto esperava as outras esquiadoras que estavam na briga pelo pódio terminarem a prova. Entre elas estava a russa Natalia Neprayeva que chegou a ser a mais rápida nos primeiros 2km da disputa. Nepreyeva chegou voando nos metros finais, mas se jogou no chão ao acabar e ver que ficou apenas em quarto lugar com 28:37.9, perdendo uma medalha por uma fração de segundo.

Fotos de capa: William Lucas/ANOC
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top