De forma emocionante, China conquista seu primeiro ouro em Pequim-2022

Time chinês, de vermelho, se abraça em comemoração a medalha de ouro

A China conquistou neste sábado (5) o seu primeiro ouro em Pequim-2022, na prova do revezamento misto da patinação de velocidade em pista curta, com Dajing Wu passando na frente da Itália por meia lâmina. Junto dele estavam na equipe, Chunyu Qu, Yuting Zhang e Ziwei Ren. A Hungria ficou com a medalha de bronze.


Os italianos começaram na frente e passaram as primeiras voltas na liderança. Chunyu Qu acelerou e na quinta volta, mergulhou por dentro para conseguir a ultrapassagem e deixar o país na frente. 


Nas últimas duas voltas, Andrea Cassinelli encostou em Wu e tentou esticar a lâmina na linha de chegada para levar o ouro, mas acabou atrás por 0.02 segundos. Arianna Fontana, uma das atletas do time italiano, alcançou sua nona medalha olímpica e se tornou a maior medalhista da modalidade.


A China quase ficou de fora da final, precisando contar com a desclassificação dos Estados Unidos e do Comitê Olímpico Russo por obstrução, após ficarem na quarta colocação na prova.


Dona do melhor tempo nas quartas e favorita ao pódio, a equipe dos Países Baixos sofreu com a queda de Suzanne Shculting, que mais cedo bateu o recorde olímpico na classificatória dos 500m feminino, fazendo o percurso em 42.379 e o país teve que disputar a final B, vencendo e ficando na quinta colocação


Ainda nas quartas de final, a China passou junto da Itália na primeira bateria, eliminando a recordista mundial Coreia do Sul, que não conseguiu a classificação entre os dois melhores terceiros colocados. 


Também neste sábado, na classificatória do 1000m masculino, Hwang Daeheon também quebrou o recorde olímpico da prova, marcando o tempo de 1:23.042 .


Foto: Evgenia Novozhenina/ Reuters

Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top