Corinne Suter, da Suiça, vence no downhill feminino; recuperada de grave lesão no joelho, Sofia Goggia fica com a prata


 

A suíça Corinne Suter evitou nesta terça (15), uma dobradinha italiana na prova do downhill do esqui alpino feminino em Pequim. Ela fez sua descida em 1:31.87, em um momento que tinham três italianas nas três primeiras posições.


Sua descida foi rápida, atingindo 131 km/h. Ela passou a primeira intermediaria com um centésimo atrás de Sofia Goggia (ITA), primeira colocada até então. Na segunda e na terceira parcial, ela empatou com a italiana e na quarta, foi 0.18 segundos mais lento e se recuperou nos metros finais para ficar 0.16s na frente.


Goggia foi a 13ª a descer e entrou como a atual campeã olímpica da prova. Essa foi sua primeira competição após uma grave lesão no joelho no mês de janeiro. Para competir, ela teve que passar por intensas sessões de fisioterapia e treinamentos específicos.


Superado todo o problema, ela fez uma boa descida e chegou a atingir 134 km/h na primeira intermediária. No final, ela acabou levando a prata com o tempo de 1:32.03. Junto com ela, sua compatriota Nadia Delago levou o bronze, após descer em 1:32.44.


Primeira a descer, Elena Curtoni (ITA) ficou na primeira colocação até a descida de Delago, mas terminou na quinta colocação. 


A norte-americana Mikaela Shiffrin saiu mais uma vez sem medalha e só tem o combinado alpino para não sair zerada de Pequim. Já a tcheca Ester Ledecka, campeã no slalom gigante paralelo no snowboard e ouro no Super G em PyeongChang-2018, acabou saindo da pista durante a volta e ficou na última colocação.


Uma das últimas a descer, a francesa Camille Curtini acabou escorregando e virando o joelho, assim caindo e precisando de atendimento. Até o momento da publicação desta matéria, não foram divulgadas informações sobre o seu estado de saúde.


Foto: Denis Balibouse/ Reuters



Postar um comentário

To Top