COI condena desrespeito a trégua olímpica

 


O COI (Comitê Olímpico Internacional) condenou em nota divulgada nesta quinta (24), a quebra da trégua olímpica por parte da Rússia, que atacou a Ucrânia nesta madrugada. O período de trégua olímpica começou dia 27 de janeiro e termina no dia 20 de março.


A trégua olímpica remonta aos tempos da Grécia Antiga, quando os povos paravam seus conflitos para a realização das Olimpíadas. Ela passou a ser usada na era moderna em 1994, durante os Jogos de Inverno de Lillehamer, após aprovação na ONU, de uma resolução idealizada pelo próprio Comitê Olímpico.


Na nota, o presidente da entidade Thomas Bach, reiterou o seu pedido pela paz feito durante as cerimônias de abertura e encerramento, sendo que na abertura, o discurso foi feito na frente de Putin.


O COI ainda diz estar profundamente preocupado com a comunidade olímpica ucraniana e conta ter montado uma força-tarefa para monitorar a situação e coordenar um plano de ajuda humanitária para membros do movimento olímpico ucraniano.


Essa é a terceira trégua quebrada por Putin. Em 2008, ele invadiu a Geórgia durante os Jogos de Pequim e em 2014, ele invadiu a Crimeia após os Jogos de Sóchi.

Foto: Reprodução/COI

Postar um comentário

To Top