Canadá conquista o bronze no curling masculino em Pequim 2022

Grushue lança pedra, com dois colegas de time guiando ao seu lado

No sufoco, o Canadá garantiu uma medalha no curling nos Jogos Olímpicos de Inverno. A equipe de Brad Gushue, que representou o país em Pequim 2022, superou os Estados Unidos por 8 a 5 na decisão do terceiro lugar, garantindo a única medalha canadense na modalidade nesta Olimpíada.

O jogo começou com vantagem canadense. Aproveitando o martelo, Brad Gushue conseguiu marcar dois pontos para o Canadá. Nos dois ends seguintes, cada equipe que estava com o último lançamento do período marcou um ponto. 

Os estadunidenses, comandados por John Shuster, empataram o jogo em 3 a 3 no quarto end, quando marcaram dois pontos. Já no quinto período, os canadenses tentaram zerar, para levar o martelo por mais um end, mas acabaram fazendo um ponto, após errarem um takeout.

A equipe de Shuster conseguiu virar o jogo no sexto end, colocando o placar em 5 a 4.  O Canadá zerou o end seguinte para manter o martelo no próximo e fazer dois pontos no oitavo end, através de alguns draws complicados.

A medalha canadense foi praticamente definida no nono end. Com boas jogadas, a equipe conseguiu roubar dois pontos, ficando com três de vantagem para os estadunidenses. No end final, Shuster e cia. não conseguiram colocar pedras suficientes em posição de pontuação e acabaram concedendo a vitória para o Canadá.

O bronze impediu que o Canadá saísse de Pequim sem uma medalha no curling. O país é uma das potências da modalidade e havia subido ao pódio em todas as edições, desde a reintrodução do esporte no programa olímpico em Nagano-1998. Em 2022, as equipes do país ficaram em quinto lugar no feminino e nas duplas mistas.

Foto de capa: Evelyn Hockstein/Reuters

Postar um comentário

To Top