Atleta belga do skeleton reclama de problemas durante a sua quarentena



A belga Kim Meylemans, do skeleton, reclamou nesta quarta (2) do tratamento recebido pelas autoridades chinesas e a confusão na seu protocolo de quarentena, após ser retirada da vila olímpica para ir a um hotel de isolamento. Ela já foi liberada e pode retomar os treinos.


Meylemans teve a doença no início de janeiro e se recuperou a tempo de embarcar para a China, para isso, apresentando doze testes negativos, porém ela testou positivo na chegada, o que a chocou e a entristeceu. 


Segundo combinado entre COI (Comitê Olímpico Internacional) e autoridades chinesas, os atletas que positivarem vão direto para a Vila dos Atletas, onde seria isolada em um quarto separado. Na segunda feira, ela revelou ter feito três testes, sendo que um deles deu positivo, um deu inconclusivo e outro deu negativo e acabou transferida para um hotel.


Os testes de PCR podem dar positivo mesmo após a pessoa se recuperar, pois encontra resquícios do vírus no organismo.


Chorando, a atleta postou um vídeo em seu Instagram, falando que não tinha certeza se poderá competir e nem se o Comitê Olímpico Belga sabia da sua situação.


"Peço a todos que me deem algum tempo para considerar meus próximos passos, porque não tenho certeza se posso aguentar mais 14 dias e a competição olímpica estando neste isolamento”, falou Meylemans no vídeo. 


Algumas horas após a divulgação do desabafo, ela foi retirada do hotel e encaminhada para isolamento na vila olímpica. Sobre o assunto, o COI afirmou que só soube do caso após sua saída do hotel e que ocorreu foi apenas uma questão de espaço disponível.


Foto: Reprodução/ Instagram/ Kim Meylemans

Postar um comentário

To Top