Sem Medina, WSL inicia temporada 2022 em Pipeline

De vermelho, Tati Weston-Webb, mulher loira e de pele branca, surfa uma onda com a mão esquerda encostando na água

A temporada 2022 da WSL (Liga Mundial de surfe) se inicia neste sábado (29) em Pipeline, no Havaí, sem a presença de seu atual campeão e uma das principais estrelas, Gabriel Medina. O paulista tirou licença por tempo indeterminado para cuidar da sua saúde mental, mas isso não tira o brilho da nova temporada, que estreia um novo formato. 


Pela primeira vez, a liga será dividida em duas partes. Serão 11 etapas no total, contando com a WSL Finals, em Trestles. O campeonato começa com 17 atletas no feminino e 34 no masculino e após a quinta etapa, em Margaret River (AUS) as cinco últimas no ranking feminino e os dez últimos no ranking masculino são eliminados. 


Após as dez etapas regulares, os cinco primeiros dos dois naipes vão para a WSL Finals, com o líder tendo a vantagem de precisar vencer apenas duas baterias para ser o campeão mundial. 


No feminino, o Brasil tem a atual vice-campeã mundial Tatiana Weston-Webb, que estreia na segunda bateria contra as havaianas Malia Manuel e Gabriela Bryan. 


Já no masculino, agora sem o atual campeão do mundo, temos como destaques, o campeão olímpico Ítalo Ferreira, o vice-campeão mundial Filipe Toledo e o estreante João Chianca. Além deles, estarão Miguel e Samuel Pupo, que subiu do Challenger Series, Deivid Silva, Jadson André e Caio Ibelli que  participará desta etapa como convidado. Yago Dora, um dos 34 da elite, está machucado e não estará em Pipe.


A janela de competição terminará dia 10 de fevereiro. A partir de 2022, a transmissão será do Grupo Globo em todas as suas plataformas. Mesmo em outra emissora, a WSL continuará transmitindo em seu app e no Youtube.


Confira as baterias dos brasileiros no masculino:

3ª: Caio Ibelli, Morgan Cibilic (AUS) e Connor Leary (AUS)

5ª: Ítalo Ferreira, Callum Robson (AUS) e Miguel Tudela (PER)

6ª: Filipe Toledo, Samuel Pupo e Ivan Florence (HAW)

8ª: Miguel Pupo, Frederco Moarias (PRT) e Jackson Baker (AUS)

9ª: Jadson Andre, João Chianca e John John Florence (HAW)

12ª: Deivid Silva, Leonardo Fioravanti (ITA) e Nat Young (USA)


Foto: Keoki Saguibo/WSL

Postar um comentário

To Top