Seleção masculina de handebol treina visando o Sul-Centro Americano da modalidade

Handebol masculino em treinamento

A Seleção Brasileira masculina de handebol iniciou, na segunda-feira (10), seus últimos dez dias de preparação visando a disputa do Torneio Sul-Centro 2022. O grupo formado por 21 jogadores está treinando em São Paulo, mais especificamente no Clube Pinheiros, com a finalidade de se preparar o melhor possível para chegar forte à competição internacional, marcada para ser realizada entre os dias 25 e 29 deste mês, no Ginásio Geraldão, no Recife. Os atletas permanecem se preparando até o dia 20, quando embarcam para a capital pernambucana.

O técnico Marcus Tatá e toda a comissão técnica estão aproveitando a fase de treinamentos para trabalhar as partes tática, técnica e física do grupo. A ideia é entrosar e fortalecer o time ofensivamente e defensivamente, aprimorar as ações táticas, evoluir nos sistemas de jogo. Este momento com o elenco também tem sido muito importante para identificar e corrigir os pontos de melhoria, assim como potencializar as principais virtudes da Seleção.

“Esses dias são imprescindíveis porque é o momento onde podemos concentrar e preparar o grupo para a disputa da competição. Para nós, o Sul-Centro já começou desde o dia 3, quando chegamos aqui para treinar. Todo o esforço neste momento será válido para a hora que entrarmos em quadra para disputar a competição. O Brasil vai chegar forte ao Recife”, afirmou o treinador, que até o dia 20 vai definir quem serão os 18 atletas que vão defender o Brasil no torneio.

O Sul-Centro é uma das principais competições do handebol masculino brasileiro em 2022, pois ele é válido como seletiva para o Mundial da Polônia/Suécia, de 2023. Além disso, será a chance de o Brasil retomar a ponta do continente..

Renovação na equipe


A Seleção Brasileira chamada pelo técnico Marcus Tatá para esta fase de treinamento está com algumas novidades em relação ao grupo que disputou a última edição das Olimpíadas, em Tóquio. Entre os rostos novos na equipe, se comparado aos Jogos do Japão, estão os armadores Arthur Pereira (Helvetia Anaitasuna), Guilherme Souza (HT Tatran Presov), Pedro Pacheco (HT Tatran Presov), Raul Nantes (CS Dinamo Bucarest) e Tarcísio Oliveira (Pinheiros); os pivôs Guilherme Borges (BM Ademar Léon) e Matheus Silva (Bidasda); os goleiros Alan Santos (Les Vikings de Caen) e César Augusto Bombom (BM Huesca).

Além deles, também foram convocados os armadores Gustavo Rodrigues (Chambéry Savoie Mont Blanc), Haniel Langaro (FC Barcelona), João Pedro Silva (CBM Angel Ximenez Puente Gentil), Leonardo Dutra (BM Ciudad de Lagroño), Thiago Ponciano (BM Ciudad Encantada Cuenca) e Thiagus Petrus (FC Barcelona); os pontas Cleber Andrade (Handebol Taubaté), Guilherme Torriani (Handebol Taubaté), Fábio Chiuffa (Cavigal Nice Handball) e Rudolph Hackbarth (BM Huesca); o pivô Rogério Moraes (Sport Lisboa e Benfica ) e o goleiro Rangel Rosa (BM Granollers).

Foto: Bruno Ruas/CBHb

0 Comentários