Luana Pekelman e equipes do florete têm dia de eliminação em competições internacionais


Atletas da esgrima lutando

A maratona de competições pela Europa continua e no último domingo (16) o Brasil contou com definições em alguns campeonatos internacionais. Foram confirmadas as posições finais de Luana Pekelman (que havia feito uma pule impecável na sexta-feira) no individual da Copa do Mundo de Sabre, em Tbilisi, na Geórgia, e das equipes masculina e feminina nas Copas do Mundo de Florete, em Paris, na França, e em Poznan, na Polônia, respectivamente.

A primeira confirmação veio da Geórgia. Luana foi para a pista pelo quadro de 64 principal, fase em que conseguiu classificação com uma pule invicta. No jogo, ela teve de encarar a norte-americana Honor Johnson, que terminou com a série de invencibilidade da brasileira: 15 a 9 para a atleta dos Estados Unidos. Com isso, a esgrimista do Brasil ficou na 37ª colocação geral.

Luana volta a entrar em ação nesta segunda-feira no torneio por equipes. A atleta vai representar o Brasil, ao lado de Karina Trois, Luiza Lee e Pietra Chierighini. No masculino, também em Tbilisi, o país contará com Bruno Pekelman, Enrico Pezzi e Henrique Garrigós.

Nos outros campeonatos, o dia foi de disputas coletivas. A equipe verde e amarela masculina – representada por Guilherme Toldo, Henrique Marques, Kevin Lima e Paulo Morais – terminou a competição na 16ª colocação.

O primeiro desafio dos esgrimistas foi contra a Holanda pelo quadro de 32. Os brasileiros se deram melhor e passaram pelos holandeses por 45 a 41. Credenciados para as oitavas de final, eles tiveram de encarar o time de Hong Kong e terminaram derrotados em Paris: 45 a 31.

Com o revés, os brasileiros caíram no chaveamento que decidiria as posições do nono ao 16º colocado. No primeiro jogo, o Brasil foi superado pela Polônia por 45 a 30, o que levou o país à briga pela 13ª posição.

Entretanto, os nossos esgrimistas não conseguiram o triunfo diante do Canadá. Revés por 45 a 38. Diante disso, eles foram para o embate contra a Alemanha valendo a 15ª colocação. Os brasileiros acabaram perdendo para os alemães por 45 a 29, o que rendeu a 16ª posição para o time verde e amarelo.

Cenário parecido foi visto na Polônia com a equipe brasileira feminina. O time do país venceu o primeiro jogo na tabela principal, mas foi derrotado nas oitavas, o que o levou para a briga pelo nono lugar.

O primeiro jogo de Bia Bulcão, Rafaella Gomes e Talia Calazans foi diante da Áustria, em que o triunfo foi verde e amarelo por 45 a 40. Nas oitavas, o país pegou uma pedreira, a Rússia, que aplicou 45 a 24 nas brasileiras. Com a derrota, elas tiveram de jogar contra a Coreia do Sul para tentar ficar no Top 10, entretanto acabaram superadas por 45 a 32.

Com a derrota, as nossas esgrimistas caíram no chaveamento que definiria do 13º ao 16º melhor time da Copa do Mundo. O primeiro desafio foi contra a equipe de Hong Kong, em que terminaram batidas por 45 a 24. Na disputa pela 15ª posição, revés diante da Espanha por 45 a 44, deixando o Brasil em 16º lugar.
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top