Gabriel Medina se licencia das primeiras etapas da WSL para cuidar da saúde mental

Gabriel Medina fazendo um tubo em Pipeline

 

O surfista Gabriel Medina anunciou nesta segunda (24), em suas redes sociais, que não estará presente nas primeiras etapas da WSL (Liga Mundial de Surfe) 2022, para que possa cuidar da sua saúde mental. O tricampeão do mundo disse já estar em tratamento psicológico e não sabe quando estará apto para voltar.


O campeonato começa no próximo sábado em Pipeline, no Havaí e a última etapa será em setembro, em Trestles, na Califórnia. 


A vida pessoal de Medina vem sendo muito comentada desde 2021, quando ele rompeu com se treinador e padrasto, Charles Rodrigues. A crise familiar se alongou e tomou destaque no período pré-Jogos. 


Com os casos de Simone Biles e Osaka Naomi, que abriram mão de competições importantes para poderem cuidar da saúde mental, o assunto começou a ser discutido com mais frequência e ser melhor entendido por fãs e entidades esportivas.


Após o título no ano passado, o surfista paulista chegou a falar em dar um tempo, mas não havia anunciado nada oficialmente. 


Agora, a WSL pensa em um novo chaveamento para a primeira etapa, sem a certeza que ele estará nas próximas. A entidade ainda deve revelar se irá chamar um Wild Card (convidado) a cada etapa, ou se irá fixar alguém no seu lugar e demonstrou apoio ao surfista.


"A saúde e a segurança de nossos atletas são de extrema importância para nós e apoiamos totalmente a decisão do Gabriel de priorizar o seu bem-estar. Nosso desejo é que os melhores surfistas do mundo comecem a temporada para nossos fãs, mas certamente respeitamos sua decisão. Obviamente, sentiremos falta do nosso atual campeão mundial no Billabong Pro Pipeline, mas estaremos aqui prontos para recebê-lo de volta, quando ele estiver se sentindo bem.", falou Erik Logan, CEO da liga.


A WSL tem transmissão do Grupo Globo em todas as suas plataformas e do Youtube e App da liga. 


Foto: Tony Heff/WSL

Postar um comentário

To Top