Adrielson e Arthur Mariano faturam o ouro na segunda etapa do Sul-Americano de vôlei de praia



Adrielson e Arthur Mariano no pódio do vôlei de praia

O ano de 2022 começou com medalha de ouro para o Brasil no vôlei de praia. Em San Juan, na Argentina, Adrielson e Arthur Mariano subiram ao lugar mais alto do pódio na segunda etapa do Circuito Sul-Americano 2021/2022. Na decisão, no domingo, eles superaram os irmãos argentinos Nicolas e Tomas Capogrosso por 2 sets a 0 (21/17 e 21/16).

A campanha invicta dos brasileiros teve cinco vitórias. Na fase de grupos, Arthur e Adrielson venceram dois jogos, contra Sancer/Abrantes, da Argentina, (21/8 e 21/13); e Acevedo/Iglesias, do Chile, (21/15 e 21/13), garantindo vaga direta nas quartas de final. Os adversários foram os colombianos Rivas/Murray, superados por 2 sets a 0 (21/16 e 22/20). Antes da vitória sobre os irmãos Capogrosso, mais um triunfo sobre uma dupla da casa na semifinal: 2 a 0 (21/13 e 21/15) sobre Amieva/Bueno. No torneio feminino, Josi Alves/Carol Goerl chegou às quartas e Val/Verena, às oitavas. Arthur Lanci e Pedro Solberg estavam inscritos, mas não disputaram a competição.

No Circuito Sul-Americano, as duplas somam pontos para o país. A primeira etapa da temporada 2021/2022 foi disputada no ano passado, em Santiago, no Chile. George/André Stein levou o ouro e Thâmela/Elize Maia, o bronze.

As próximas etapas acontecem em Montevidéu, no Uruguai, entre os dias 14 e 16 de janeiro; no Chile, de 4 a 6 de fevereiro; em Neuquén, na Argentina, de 11 a 13 de fevereiro; em Mollendo, no Peru, de 4 a 5 de março; e em Cochabamba, na Bolívia, de 11 a 13 de março. O torneio final, que reúne os melhores países da temporada, está marcado para Uberlândia (MG), de 13 a 15 de maio.

Brasileiros testam positivo para COVID-19


Nos testes realizados antes do retorno ao Brasil, quatro atletas testaram positivo para covid-19. Adrielson, Arthur Mariano, Val e Josi Alves. Eles não apresentaram sintomas e cumprem quarentena de dez dias no hotel oficial do evento, seguindo as normas sanitárias da Argentina. Por causa do contato próximo com suas parceiras, Verena e Carol Goerl estão em observação no mesmo local. A organização do Sul-Americano está prestando assistência às duplas, que têm sua situação monitorada pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

Foto: Secretaria de Deportes de San Juan

Postar um comentário

To Top