Salt Lake City exige orçamento de US$ 2,2 bilhões para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2030


O comitê responsável para gerir a candidatura de Salt Lake City para ser sede das Olimpíadas e Paralímpiadas de Inverno de 2030 exigiu um orçamento de U$2,2 bilhões de dólares (R$12,3 bilhões de reais).

A decisão se a cidade estadunidense seguirá com a candidatura para 2030 ou 2034, será tomada após os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno Pequim 2022.

Fraser Bullock, executivo-chefe do Comitê, disse que o orçamento foi calculado considerando uma inflação de 24%.

A maior parte do orçamente prevê gastos operacionais e uma fatia menor ficaria para projetos dedicados ao legado para Salt Lake City.

Recentemente foi realizado uma reunião do Conselho Estratégico e do Conselho Diretor no Estádio Rice-Eccles, e contou com a participação da executiva-chefe do Comitê Olímpico e Paralímpico dos Estados Unidos (USOPC), Sarah Hirshland, e teve como principal ponto de discussão determinar se o foco será para sediar a competição em 2030 ou 2034.

Bullock disse que há várias questões envolvendo o Estados Unidos receber duas edições olímpicas consecutiva, visto que Los Angeles foi escolhida para sediar a os Jogos Olímpicos de Verão em 2028.

“Fizemos grandes progressos, temos mais para fazer”, disse Bullock.

“Veremos se podemos resolver os problemas no primeiro semestre do próximo ano para determinar quais jogos seriam melhores”.

“Não é apenas convencer o COI, mas garantir que todos nós estejamos absolutamente convencidos de que os jogos consecutivos prosperariam”.

“Precisamos nos convencer primeiro, concluindo o trabalho técnico, então naturalmente isso fluiria para o COI, se essa for a conclusão”.

Foto: Divulgação

0 Comentários